Primavera facilita proliferação de animais peçonhentos

LAíS CAMARGO20 de Outubro de 2011 | 00h02
FAUSTO BRITES/PORTAL CORREIO DO ESTADO FAUSTO BRITES/PORTAL CORREIO DO ESTADO

Ainda sonolento, o cidadão coloca o pé no sapato pela manhã. Rapidamente uma picada, um grito e toda vizinhança acorda por conta de um escorpião. A situação é muito comum na primavera, quando o tempo fica quente e úmido, ideal para a proliferação de animais como escorpiões e lacraias – que são dotados de veneno.

“São animais de hábito noturno; eles saem das galerias e vão para as casas à procura de alimentos. Aí ele encontra uma roupa ou sapato no chão e acha que é abrigo, no outro dia de manhã acontecem os acidentes”, explica Júlia Maksoud, veterinária e coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Estes animais peçonhentos se alimentam de outros como baratas, e a primavera favorece a procriação de ambos.

A principal maneira de evitar acidentes é manter o quintal limpo, sem materiais desnecessários ao redor da casa e cuidar para que os vasos de plantas não acumulem umidade. Além disso é importante tampar ralos e pias e usar água sanitária na limpeza da casa, que 'espanta' escorpiões, por exemplo. “Tem escorpiões que não precisam do macho para se reproduzir, então é só ter o ambiente adequado que acontece”, explica Júlia.

Como proceder

Ao ser vítima de animal peçonhento, a primeira providência é procurar atendimento médico. As unidades de saúde possuem soros específicos para aranhas e escorpiões. Se possível, capturar o animal para mostrar ao profissional da saúde. Após cuidar do ferimento, ligar para o CCZ (67-3314-5000) para receber outras orientações.

Comentários
Mais de CidadesCinco pessoas morrem em acidentes nas rodovias de MSRODOVIASCinco pessoas morrem em acidentes nas rodovias de MSavelino selingardiAdolescente de 17 anos é baleado em Campo Grande Um adolescente, de 17 anos, foi baleado na Avenida Avelino Selingardi, Parque do Lageado, em Campo Grande. A vítima...Depois de colisão, tráfego está restrito em ponte e prefeitura cobra “ação imediata”RIO PARAGUAIDepois de colisão, tráfego está restrito em ponte e prefeitura cobra “ação imediata”Diretor do presídio federal de Campo Grande está entre os quatro que pediram demissãoCRISEDiretor do presídio federal de Campo Grande está entre os quatro que pediram demissão
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.