Marfrig dá férias coletivas e suspende abates em Murtinho

20 de Outubro de 2010 | 03h50

A unidade do Frigorífico Marfrig, de Porto Murtinho, concedeu férias coletivas a cerca de 200 trabalhadores e deixará de abater 9,6 mil animais até 16 de novembro, data marcada para a volta ao trabalho. Por semana, a empresa abate 2,4 mil bovinos. A paralisação é anual, mas normalmente ocorre em dezembro. Ela é necessária para manutenção de máquinas e equipamentos, segundo explicação da empresa à secretária municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Vivian Barbosa da Cruz.
Ela garante que a medida estava nos planos da companhia e nada tem a ver com a escassez de animais no mercado. “Eles estão abatendo bem, é nossa principal indústria, por isso acompanhamos de perto”, argumenta a secretária.
O Marfrig emprega 300 pessoas na cidade de 15 mil habitantes e é o maior empregador depois do turismo.  Além da geração de empregos, o frigorífico garante os negócios de pecuaristas da região, distante dos grandes centros compradores, como Campo Grande.

Greve e demissões
Trabalhadores do JBS de Naviraí anunciaram greve a partir de amanhã. Cerca de 1,5 mil podem aderir ao movimento, segundo levantamento da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne do Estado de MS (Assocarnes), a partir de informações do sindicato que representa a categoria em 31 cidades do Estado, o Sindmassa.
A paralisação da unidade JBS-Bertin, em Campo Grande, completa 16 dias hoje e já reduziu abates de 2 mil para 1,1 mil (-45%), segundo a Superintendência Federal de Agricultura (SFA). Antes da greve, a empresa havia demitido 160 profissionais.
Na última quinta-feira, o Independência fechou a planta de Nova Andradina e demitiu 800. Mais 700 perderam o emprego com o fechamento do Vale Grande, em Iguatemi, no início deste ano. Desde 2008, a crise no setor mandou 5,3 mil pessoas para a rua em MS. (CHB)

Comentários
Mais de Economia72 mesesPrazo maior para empréstimo consignado do INSS começa
a partir de quarta-feira
O aumento do prazo para o pagamento de empréstimos consignados feitos por aposentados e pensionistas do INSS (Instituto...
Banco Central baixa para 0,7% previsão de alta do PIBPIBBanco Central baixa para 0,7% previsão de alta do PIBem altaDólar vai a R$ 2,45, maior patamar desde 2008Cenário eleitoral afeta mercados e Bovespa opera com forte queda.Bancários cruzam os braços a partir de amanhã e greve será por tempo indeterminadosem acordoBancários cruzam os braços a partir de amanhã e greve será por tempo indeterminado
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.