Lei proíbe criação de galinhas

DOURADOS AGORA 5 de Outubro de 2011 | 00h00
Hedio Fazan/ Dourados Agora Hedio Fazan/ Dourados Agora

Na próxima quinta-feira (6), vence o prazo para criadores de Dourados (MS) pararem de criar galinhas, porcos, abelhas, pombos e animais selvagens em geral, no perímetro urbano da cidade.

Seguindo a lei municipal (nº 3.459, de 6 de julho de 2011), os fiscais da Vigilância Sanitária irão agir com maior vigor. 

Quando a lei foi publicada no Diário Oficial, os fiscais da vigilância intensificaram visitas nas chácaras e residências onde os animais são criados. A medida preocupa chacareiros e sitiantes da cidade.

Preocupação

Desde que a lei entrou em vigor, os criadores de animais ficaram apavorados. Por medida de segurança de saúde, os fiscais passaram a visitar com mais frequência as residências que criam animais. Todos eles foram orientados sobre a lei. No ato da visita os criadores assinaram uma espécie de termo de consentimento sobre a proibição de se criar os animais na área urbana.

A Vigilância em Saúde do município de Dourados diz que a criação de animais dentro do perímetro urbano é um risco à saúde pública. Alegou que as condições de insalubridade como são criados estes animais afetam a vida de todos. No caso das aves, sem nenhuma inspeção, elas são criadas de forma propícia para o desenvolvimento de doenças como a toxoplasmose ou a leishmaniose.

Comentários
Mais de CidadesUm morre e outro fica ferido após descarga elétrica em MSFio de alta tensãoUm morre e outro fica ferido após descarga elétrica em MSHomem tenta defender mulher e é esfaqueado em CoximCrimeHomem tenta defender mulher e é esfaqueado em CoximSem sinalização, entradas da cidade viram “terra sem lei”TRÂNSITOSem sinalização, entradas da cidade viram “terra sem lei”Na UFMS, estudar comportamento de mosquitos previne doençasCIÊNCIANa UFMS, estudar comportamento de mosquitos previne doenças
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.