Iniciada discussão da PEC do trabalho escravo

AGÊNCIA SENADO 1 de Novembro de 2013 | 00h00

Os senadores iniciaram ontem (31) a discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 57-A/1999), que acrescenta ao artigo 243 da Constituição o trabalho escravo como motivo para a expropriação de terras. Atualmente, o Estado só pode tomar a terra de quem faz cultivo ilegal de drogas. Antes de ser votada em primeiro turno, a PEC, de autoria do ex-senador Ademir Andrade, deve passar por cinco sessões de discussão e votação, em primeiro turno. Se aprovada – o quórum necessário é de 49 votos favoráveis –, a PEC será submetida a mais três sessões de discussão em segundo turno e a uma nova votação em Plenário.

A proposta entrou em pauta após os senadores iniciarem, nesta quarta-feira (30), a primeira sessão de discussão do PLS 432/2013, que irá regular o artigo alterado pela PEC 57. Os senadores entenderam que o projeto não deveria ser votado antes da aprovação da PEC.
- Não faz sentido votar a regulamentação de um dispositivo da Constituição que ainda não foi alterado - argumentou o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Ao final da discussão, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), garantiu que o PLS 432 somente será votado após a apreciação da proposta de emenda à Constituição. Por sua vez, Jucá anunciou calendário especial para a tramitação da PEC, de modo a ser votada em um único dia. Normalmente, é necessário um intervalo de cinco dias entre o primeiro e o segundo turno de votações.

Comentários
Mais de PolíticaAssembleia e Tribunal de Contas entram em guerraconfrontoAssembleia e Tribunal de Contas entram em guerraCunha recua de medida que autoriza passagem para mulher de deputadoCâmara federalCunha recua de medida que autoriza passagem para mulher de deputadoAbertura de protocolo tem 180 pedidos de requerimento <br>na CPI da PetrobrasCâmaraAbertura de protocolo tem 180 pedidos de requerimento
na CPI da Petrobras
PT engrossa movimento de deputados contra 'bolsa esposa' na CâmaragastosPT engrossa movimento de deputados contra 'bolsa esposa' na Câmara
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.