Fito é opção de lazer para pais e filhos no final de semana

DA REDAçãO27 de Novembro de 2010 | 15h30
Divulgação Fito Divulgação Fito

Que tal ir ao zoológico e encontrá-lo fechado? Pode até parecer um problema, mas para a Companhia Truks é apenas o início de um espetáculo criativo. “Zoo Ilógico” é um espetáculo em que a galinha é feita de bule, espanador e pano de prato e o rato, de papel alumínio. O espetáculo integra a programação do Fito (Festival Internacional de Teatro de Objetos), que prossegue até amanhã no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande.

Com entrada franca, as apresentações começam sempre às 16 horas e reúnem companhias do Brasil, França, Itália, Argentina e Israel. “Zoo Ilógico” reúne, no palco, dois atores que dão vida a diferentes objetos e, tudo, claro, com muita gargalhada do público, que acompanha atentamente as performances. Na platéia, crianças e pais que se divertem com o que vêem, já que o espetáculo tem classificação livre e é uma das alternativas para o fim de semana. “É a primeira vez que assisto um teatro assim e achei muito legal a apresentação. Não imaginava que num bule poderia virar uma galinha”, divertiu-se Liliane Dias, 11 anos.

Participando

Quem quiser experimentar como é fazer teatro de objeto também tem espaço no Fito, pois a companhia italiana La Voce delle Cose tem as “Máquinas para o Teatro Inconsciente”. Em um tablado montado também no Albano Franco é possível os visitantes “encenarem” uma história com objetos, como colher de pau, prego, pegador de macarrão e um saco plástico. Cada uma das cinco cabines tem histórias diferentes e para usá-las só é preciso ter um companheiro disposto a se aventurar pela magia do teatro.

Ao som de uma gravação que instrui sobre o que deve ser feito e quais objetos utilizados para cada “cena”, o público pode ir criando a história. Do outro lado, o espectador também ouve uma gravação, mas ao invés das instruções de um diretor ouve a narração da história. Desta forma, o “operador” dos objetos só consegue descobrir a história que contou ao terminá-la. Indicado para todas as idades, cada espetáculo das caixinhas é único e exige apenas a concentração dos participantes.

Criador das máquinas, Lut Angelini conta que elas têm dois objetivos. “Queremos explicar a estrutura lógica que fica atrás do teatro de objeto e permitir que o público perceba a dupla mensagem dos objetos”, afirma. “Duas das cinco caixinhas têm histórias infantis e objetos mais simples para que as crianças possam utilizar. No início, algumas pessoas chegam a ter dificuldade, mas pegam o ritmo rápido. As máquinas transformam o público em artistas”, conclui o instrutor Fabio Carês.

Tom Zé

A apresentação gratuita de Tom Zé, prevista para as 21h30 deste sábado (27/11) no Fito foi antecipada para as 21 horas, quando os sul-mato-grossenses poderão degustar uma hora do som vanguardista e inusitado do baiano com o espetáculo Música/Contramúsica. No show, Tom Zé incorpora à sua música conceitos modernistas, elementos de música erudita e de vanguarda ao folclore e às canções cantadas pelo povo.

Nos arranjos e orquestrações, ele acrescenta liquidificadores, rádios, máquinas de escrever, enceradeiras, gravadores, teclados e garrafas, além de juntar a instrumentos convencionais um par de um complexo sistema de som construído por ele próprio em 1978 - o sampler brasileiro.

As letras de Tom Zé, influenciadas pela poesia concreta, privilegiam o essencial e, algumas, a síntese. Seus arranjos originais e a riqueza rítmica de suas composições o transformaram num dos mais irônicos e irreverentes criadores do Brasil. Ampliando os limites da canção popular, expressa, a um só tempo, rudimentaridade e alta-tecnologia, realidade virtual e sonoridade naif. Une o pop à música experimental.

Comentários
Mais de Polícia Federal desmonta ''fábrica de mentiras'' <br> criada por Delcídio do PTAGRESSÕESPolícia Federal desmonta ''fábrica de mentiras''
criada por Delcídio do PT
Começa recuperação de escola; local de votação é transferidoVENDAVAL E RAIOComeça recuperação de escola; local de votação é transferidoMesmo com chuva, fiéis celebram Nossa Senhora dos RemédiosPADROEIRAMesmo com chuva, fiéis celebram Nossa Senhora dos RemédiosMinistério Público denuncia todos os vereadores de Naviraí18 pessoasMinistério Público denuncia todos os vereadores de Naviraí
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.