Estacionar em vagas de idosos pode virar infração gravíssima

INFOMONEY 4 de Janeiro de 2011 | 00h02
Reprodução Reprodução

A infração para quem estacionar ilegalmente nas vagas reservadas para maiores de 60 anos ou pessoas com deficiência pode passar de leve para gravíssima, conforme o Projeto de Lei 7864/10. Dessa forma, aumentam também o valor da multa e o número de pontos na carteira de habilitação.

"Cadeirantes e idosos já perderam a conta de quantas vezes foram obrigados a comprar 'briga' para ver o seu direito assegurado", afirmou o autor da proposta, deputado Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB), segundo a Agência Câmara.

Quem estacionar nas vagas de idosos indevidamente poderá levar sete pontos na carteira, pagar multa e ter o veículo removido. De acordo com o deputado, o objetivo da proposta é dar mais garantia de que o direito dos idosos e deficientes seja respeitado.

Atualmente, quem estaciona ilegalmente em vagas destinadas a idosos ou a pessoas com deficiência comete infração leve e está sujeito à multa e remoção do veículo, além de levar três pontos na carteira.

Tramitação
O projeto de lei ainda será analisado pelas comissões de Viação e Transportes e Constituição e Justiça e de Cidadania, sem precisar pelo Plenário.
 

Comentários
Mais de CidadesCAMPO GRANDEJustiça manda desinstalar antenas de operadora de celular em escolasMedida atinge quatro estabelecimentos municipais de ensino situadas em Campo GrandeProjeto do Pantanal de MS recebe prêmio internacionalSUSTENTABILIDADEProjeto do Pantanal de MS recebe prêmio internacionalTraficante foge da PRF e abandona carro com 890 kg de drogaPonta PorãTraficante foge da PRF e abandona carro com 890 kg de drogaVendedor preso com ouro avaliado em R$ 314 mil tenta subornar policiaisBarras e lâminasVendedor preso com ouro avaliado em R$ 314 mil tenta subornar policiais
 Últimas Notícias  


  • Assinaturas:
    • (67) 3323-6100
  • Publicidade:
    • (67) 3320-0023
    • (67) 3323-6090
  • Empresa:
    • (67) 3323-6090
    • (67) 3323-6059
 Plataforma Desenvolvimento© Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.