fora de época

Mato Grosso do Sul tem três mortes registradas por dengue este ano

Boletim informou que 14 municípios estão com alta incidência

10 NOV 2017 • POR LEANDRO ABREU • 19h13
Larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue - Arquivo/Correio do Estado

Mato Grosso do Sul registrou três mortes por dengue neste ano. Pacientes das cidades de Aquidauana, Camapuã e Cassilândia foram as vítimas da doença em 2017, que registrou até o dia 4 de novembro 5,3 mil casos suspeitos de dengue.

Na última semana, conforme o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram 53 notificações entre o dia 29 de outubro e 4 de novembro.

Ainda conforme o boletim da secretaria, 14 municípios do Estado estão com alta incidência da doença, mesmo com a época crítica para transmissão ser considerada o verão, entre janeiro e abril. A alta incidência é quando são registrados mais de 300 casos a cada 100 mil habitantes.

Camapuã, onde uma das mortes por dengue foi registrada, "lidera" o ranking com 132 notificados para 13.770 habitantes, gerando uma incidência de 958,6.

Em todo o ano passado, foram notificados 59.874 casos de dengue em Mato Grosso do Sul. Por enquanto, 2017 é o ano com o menor índice de registros desde 2010.

Antes, o recorde era de 2014, quando 9.256 casos da doença foram notificados. Em 2016, 19 pessoas morreram de dengue.