Na rotatória da MT

Enfermeira é achada ferida e amigos suspeitam de violência

Mulher de 32 anos sofreu traumatismo craniano, além de cortes e fraturas pelo corpo

7 NOV 2017 • POR LUANA RODRIGUES e RENAN NUCCI • 19h17
Vítima foi encontrada caída no cruzamento da Avenida Mato Grosso com a Nelly Martins - Edemir Rodrigues/ Portal do MS

Enfermeira, de 32 anos, foi encontrada gravemente ferida na manhã de hoje, na rotária da Avenida Mato Grosso com a Nelly Martins - Via Parque, em Campo Grande. A mulher sofreu traumatismo craniano, além de fraturas e cortes pelo corpo e amigos suspeitam que tenha sido vítima de agressão. Ela está internada em estado grave na Santa Casa.

Conforme apurado pelo Portal Correio do Estado, a vítima foi encontrada caída no cruzamento, por volta das 6h. Ela estava toda machucada e sem nenhum documento. Populares acionaram o Corpo de Bombeiros, que socorreram a mulher até o hospital.

De acordo com amigos, que pediram para ter a identificação preservada, na Santa Casa, os médicos descobriram que a enfermeira está com um edema cerebral, devido ao traumatismo craniano. Ela também sofreu fraturas nos dois braços, perfuração no tórax, ruptura do baço, além de várias escoriações pelo corpo e um corte profundo no rosto, próximo ao nariz.

Foi a assistente social daunidade hospitalar quem localizou uma amiga da enfermeira e avisou sobre o estado de saúde dela.

Ainda segundo amigos, a mulher trabalha como assistente domiciliar de uma médica durante a noite, no horário das 18h às 6h. Ela teria vindo de Tocantins para trabalhar em Campo Grande, no ano de 2012, e mora com a filha de 12 anos, já que é divorciada do marido.

"Provavelmente ela estava voltando do trabalho, mas a moto dela não foi encontrada, nem o capacete. Acreditamos que ela tenha sido vítima de um latrocínio", diz uma amiga.

Como a enfermeira não tem família em Campo Grande, são os amigos que tentam descobrir o que houve. No entanto, nenhum boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado até o momento.