Furnas do Dionísio

Projeto leva geração de renda para comunidade quilombola

Além da geração de renda, ação estimulará conscientização

6 NOV 2017 • POR ALINE OLIVEIRA • 15h32
Comunidade vai profissionalizar produção de rapadura, melado e açúcar mascavo - Correio do Estado/Arquivo

No próximo dia 9 de novembro, a partir das 9h, será inaugurado o projeto de Geração de Renda e Eficiencia Energética na comunidade Quilombola Furnas de Dionísio, localizada na área rural do município de Jaraguari (MS). 

A iniciativa visa contribuir para o desenvolvimento local e estimular a produção de rapadura, melado de cana e açúcar mascavo, itens que já são produzidos na comunidade.

Idealizado pelo projeto de Eficiência Energética da Energisa, conta com a parceria da Universidade Católica Dom bosco e possui diversas frentes de apoio à comunidade, incluindo desde investimentos na profissionalização da venda de produtos artesanais até a reforma estrutural da sede da Associação dos Pequenos Produtores rurais.

Além disso, serão substituídas instalações elétricas, lâmpadas e equipamentos como geladeiras, freezers e ar condicionados com alto consumo de energia.

Outra proposta é estimular a educação de crianças e adultos quanto à conscientização sobre o desperdício e o uso seguro de energia elétrica. 

Segundo informações da Energisa, os investimentos ultrapassaram R$ 1,2 milhão e atenderão cerca de 90 famílias moradoras na Furnas de Dionísio. Outro ponto positivo do projeto é a parceria dos comércios locais e da Capital que comprarão a produção artesanal, que será feita dentro dos padrões exigidos pela órgãos de vigilância sanitária. 

SOBRE O PROJETO

o projeto foi desenvolvido após pesquisa de comunidades com potencial para investimentos em ações de geração de renda e de Eficiência Energética. Projetos dessa natureza, que priorizam o desenvolvimento local, já foram implementados pelo Grupo em outros Estados, a exemplo do Bem da Gente, realizado na Paraíba.

Neste sentido, para viabilizar a iniciativa, um convênio foi firmado no dia 28 de junho de 2016, entre a Energisa e a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Todas as atividades desenvolvidas pelos parceiros respeitam as finalidades de manutenção e preservação da cultura local, como preconiza a Fundação Palmares.