Campeonato brasileiro

Cruzeiro frustra planos do Atlético-PR e triunfa com golaço de Arrascaeta

5 NOV 2017 • POR FOLHAPRESS • 18h36
Cruzeiro subiu para 5º na tabela - Washington Alves/Cruzeiro

Depois de três partidas sem triunfos, o Cruzeiro se reencontrou com a vitória e fez seu dever de casa ao bater o Atlético-PR por 1 a 0, neste domingo (5). O gol que deu os três pontos ao time mineiro foi marcado por Arrascaeta, em uma bonita finalização já no final do primeiro tempo.

Com o resultado, o Cruzeiro segue em quinto lugar, mas vai aos 51 pontos na competição. Pior mesmo para o Atlético que ainda não está garantido na próxima Copa Libertadores e permanece com 42 pontos, perdendo a chance de se aproximar do G-7, atualmente ocupado pelo Flamengo, com 47 pontos.

Na rodada do meio de semana, o Cruzeiro vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo, enquanto o Atlético-PR recebe ninguém menos que o líder Corinthians.

O Cruzeiro começou a partida melhor, tomando mais iniciativa e permanecendo mais tempo no ataque. Depois de 20 minutos, perdeu o ritmo, viu o adversário chegar com mais perigo e só então voltou a atacar. Aos 40, foi premiado com a roubada de bola de Henrique que terminou com o ótimo lançamento de Robinho e o chutaço na gaveta de Arrascaeta, golaço!

Sem o meia Nikão, suspenso, Guilherme foi o principal responsável pela produção do Atlético. Tímido na maior parte do tempo, o jogador teve dificuldades para encontrar espaços na zaga do Cruzeiro. Seu melhor lance saiu no belo passe para Ribamar, que bateu cruzado para fora. Já o atacante teve outra boa chance nos segundos finais do primeiro tempo, mas sua bicicleta parou na linda defesa de Fábio.

O Atlético teve poucas chances de perigo no segundo tempo, mas a maioria delas saiu com a participação de Guilherme. Aos 23 minutos, o meia carimbou o travessão em uma tentativa de gol olímpico. Na volta, Manoel tirou o gol de Lucho González. Com exceção do lance, o Atlético até ficou mais com a bola e chutou mais à meta de Fábio, mas não ameaçou o suficiente para arrancar um ponto dos anfitriões.

UNIFORME

O Cruzeiro estreou seu uniforme de número 3 na temporada. A camisa já é comercializada ao preço de R$249 (masculino), R$199,90 (feminino) e R$179,00 (infantil). Para quem foi ao estádio ou acompanhou pela TV, além do tom prateado dos patrocinadores, mais próximo do azul e branco da camisa, a numeração retrô deu mais visibilidade à vestimenta quando vista de longe.

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Robinho; Thiago Neves (Alisson, 29'2ºT), Rafinha (Rafael Marques, 44'2ºT) e Arrascaeta (Jonata, 38'2ºT).
T.: Mano Menezes.

ATLÉTICO-PR
Weverton; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Fabrício; Esteban Pavez, Lucho González (Matheus Rossetto, 25'2ºT) e Guilherme; Lucas Fernandes (Pablo, 20'2ºT), Ribamar e Sidcley.
T.: Fabiano Soares.

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza - SP (CBF)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho - SP (CBF) e Bruno Salgado Rizo - SP (CBF)
Público/Renda: 8.157 pagantes/10.845 presentes/R$ 144.047,00
Cartões amarelos: Rafinha (CRU); Pavez, Sidcley (CAP)
Gols: Arrascaeta, aos 40 minutos do primeiro tempo (CRU).