prova hoje

Enem será aplicado a 92,3 mil estudantes em Mato Grosso do Sul

Portões de locais de prova serão fechados ao meio-dia e meia

5 NOV 2017 • POR NATALIA YAHN E LEANDRO ABREU • 08h36
Estudantes durante aula na última semana antes do início do Enem - Bruno Henrique/ Correio do Estado

Neste domingo 92,3 mil estudantes de Mato Grosso do Sul devem fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que este ano será realizado em dois dias. Os portões serão abertos às 11h e vão fechar ao meio-dia e meia.

O número de inscrições é 33,9% menor do que o de 2016, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação. 

Pela primeira vez na história, o exame será aplicado em dois domingos: 5 e 12 de novembro. As disciplinas serão separadas basicamente entre a área de humanas e exatas. 

Hoje os candidatos respondem a questões de linguagens, ciências humanas e redação, com cinco horas e meia de duração. No dia 12, será a vez de matemática e ciências da natureza, com quatro horas e meia de duração. 

A mudança deste ano de aplicar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em dois domingos agradou grande parte dos alunos que vão disputar uma vaga nas universidades.

Segundo os candidatos, há mais tempo para preparação entre uma prova e outra, além de a divisão dos temas ter sido positiva também.

“Essa divisão entre dois domingos ajudou para termos mais tempo de estudar e revisar. Além de ter separado humanas de exatas, ficando menos confuso”, explicou a aluna do cursinho Nota 10 Geovana Teodoro, 17.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), a medida foi adotada para beneficiar alunos sabatistas (de religiões que guardam o sábado) e, de quebra, os demais candidatos, que, conforme a pasta federal, ganham mais tempo para revisar o conteúdo e descansar.

De acordo com a coordenadora do 3º ano e do pré-vestibular do colégio, Luciana Albernaz César, esses últimos dias devem servir para reforçar a confiança do aluno e revisar tudo que já foi visto durante o ano.

“Agora não dá mais tempo de correr atrás do prejuízo. Ele (aluno) tem de fazer provas anteriores, focar na redação, que é um diferencial, e controlar a ansiedade”, resumiu.

Outro meio de selecionar a melhor forma de realizar a prova é indicado pela professora. “O aluno tem de focar no que ele quer dentro da prova, de acordo com a universidade que ele escolheu. Cada instituição divulga seu edital dizendo como será a seleção após a publicação da nota. Alguns cursos têm pesos maiores para algumas disciplinas do Enem”, explicou.

REGRAS

Para fazer a prova é fundamental apresentar documento de identidade original com foto e usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.

É proibido o uso de celular ou qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o fim das provas.

O aluno poderá deixar o local após duas horas do início da prova. Só é possível sair com o caderno de questões nos últimos 30 minutos antes do fim das provas. Caso descumpra qualquer uma dessas regras, será eliminado.

*Com informações da Agência Brasil.