CORUMBÁ

Vice de Ruiter foi alvo de investigação por compra de votos e abuso de poder

Ele atuou como vereador e foi candidato a deputado estadual

1 NOV 2017 • POR MARESSA MENDONÇA • 09h22
Marcelo Aguilar Iunes e Ruiter Cunha - Diário Corumbaense

Marcelo Aguilar Iunes (PTB), que vai assumir a Prefeitura de Corumbá após a morte de Ruiter Cunha, tem 46 anos, e já atuou como vereador. Ele e Ruiter foram alvos de investigação por crimes eleitorais no ano passado.

Iunes é natural de Corumbá, casado e formado em Farmácia.

Ele concorreu ao cargo de vereador nas eleições de 2004 pelo Partido Progressista (PP), foi eleito em 2008 pelo PMDB e reeleito em 2012 pelo Partido Social Democrático (PSD).

Ele também foi candidato ao cargo de deputado estadual de Mato Grosso do Sul pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), mas não foi eleito.

Em 2016 ele foi eleito como vice-prefeito de Ruiter Cunha pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).  

No ano passado, ele e o prefeito Ruiter Cunha, que  morreu nesta quarta-feira (1º), foram investigados por compra de votos, abuso de poder econômico e uso indevido de meio de comunicação social.

Na ocasião, o Ministério Público Eleitoral ingressou com ação, solicitando, além de multa, a cassação do diploma dos candidatos, o que não ocorreu.