NOVAS PROVAS

Vistoria em autódromo de Campo Grande depende do calendário da Fórmula 1

Equipe da Federação Nacional de Automobilismo deve vir à cidade

21 OUT 2017 • POR YARIMA MECCHI E RAFAEL RIBEIRO • 12h15
Secretário, a esquerda, durante evento de natação. - Bruno Henrique / Correio do Estado

A vistoria no Autódromo Internacional Orlando Moura, de Campo Grande, depende do encerramento do calendário da Fórmula 1, afirmou o secretário de Esporte, Rodrigo Terra. Segundo o responsável pela pasta, uma equipe da Federação Nacional de Automobilismo deve vir à cidade após o campeonato.

De acordo com Terra, somente após a vistoria que administração municipal poderá saber quais as adaptações necessárias para receber corridas importantes como a Stock Car e a Copa Truck.

“Nós conversamos com os grandes promotores do automobilismo no Brasil e eles ficaram empolgados em voltar para Campo Grande. A Stock tem 12 etapas no Brasil e repete pista porque não tem muitas ativadas”, destacou.

Ainda de acordo com Terra, o autódromo da Capital não precisa de grandes reparos, mas não há um levantamento de quanto será necessário para a reforma.

“Eles disseram que não são grandes melhorias, mas só vão fazer a vistoria quando acabar a Fórmula 1 porque o técnico está cuidado dessa prova primeiro”, destacou.

Segundo o site oficial da prova, o calendário da Fórmula 1 no Brasil encerra no dia 12 de novembro.