Campo Grande

Quantidade de equipes do tapa-buraco cai de 30 para três

Contrato emergencial com empresas terminou ontem

28 SET 2017 • POR DA REDAÇÃO • 06h00
Manutenção é necessária em ruas como a Ministro Azevedo - Valdenir Rezende / Correio do Estado

O serviço de tapa-buraco em Campo Grande será realizado por apenas três equipes próprias da prefeitura a partir de hoje. Até ontem, enquanto os contratos de emergência ainda estavam vigentes, 30 equipes de empresas privadas realizavam os trabalhos.  

Licitação para contratação de novas empreiteiras está em andamento, mas sem prazo para ser finalizada.

Em 18 de setembro, ocorreu a apresentação de propostas das interessadas, as quais ainda estão em análise.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, até que seja publicado o resultado da licitação, “o serviço está sendo feito por equipes próprias da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep)”.

Até março deste ano, as empreiteiras que realizavam os serviços foram contratadas em 2010, cujos contratos não podem mais ser renovados e foram encerrados. A partir de então, contratação emergencial foi feita para acelerar os trabalhos, que ficaram a passos de tartaruga no fim do ano passado.

*Leia reportagem, de Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.