LEGADO

Primeiro presidente do CRM de MS morre aos 94 anos

Carteira do médico Syrzil Wilson Maksoud é a de número 1 em MS

27 SET 2017 • POR Izabela Jornada • 15h39
Syrzil Maksoud dizia que um dos segredos da longevidade é "fazer nossa vida controlada" - Bruno Henrique/Correio do Estado

Primeiro presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul (CRM), sendo o primeiro médico registrado no Estado, fundador do Sindicato dos Médicos no MS e um dos fundadores da Unimed, o médico radiologista Syrzil Wilson Maksoud faleceu ontem (26) aos 93 anos de idade e está sendo velado no saguão do CRM na tarde desta quarta-feira (27).   

Considerado pioneiro em trazer aparelhos modernos para o Estado, o médico foi um dos primeiros a fazer exames de Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética, no ano de 1951. 

Além de beneficiar a sociedade com a medicina por 66 anos, Maksoud também exerceu cargo político na Capital. Na gestão do ex-prefeito Wilson Barbosa Martins, em 1959, o médico foi secretário de  Educação e Saúde da Prefeitura Municipal de Campo Grande.

Em entrevista ao Correio do Estado, em 2014, Maksoud revelou o segredo de sua longevidade.

“O segredo é não fumar, não beber, comer pouco, dormir cedo, atender as funções do organismo sem exagero e não esquecer de agradecer ao Todo Poderoso a saúde que ele nos der, com toda a humildade. Nós ajudamos Deus a nos ajudar. E como ajudamos a Deus? Fazendo nossa vida controlada. Então, vem a recompensa que Deus nos ajuda também. A oração na minha vida é de muita importância. E na minha atividade como médico ela é mais importante ainda. Eu sempre pedi na oração e agradeci”, disse ele, anteriormente. 

O médico deixou outro legado aos seus filhos. Fundador da empresa de diagnósticos por imagem, Maksoud criou a Di Imagem há mais de 25 anos. A empresa já estava sendo administrada pelos seus filhos, mas mesmo com a idade avançada, o médico não deixava de comparecer ao trabalho todos os dias.

A assessoria do CRM não divulgou onde o médico faleceu e o motivo da morte.