Quinta, 21 de Setembro de 2017

Em casa

Santos vence bolivianos e assume liderança de seu grupo na Libertadores

17 MAR 2017Por FOLHAPRESS07h:29

O Santos venceu o The Strongest por 2 a 0 nesta quinta-feira (16), na Vila Belmiro, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Ricardo Oliveira abriu o placar e Renato fechou.

O resultado coloca a equipe santista na liderança do grupo 2 da competição continental, com quatro pontos ganhos. O Independiente de Santa Fe é o segundo colocado, com três. O The Strongest fica na terceira colocação, com três pontos. Os bolivianos perdem no saldo de gols para os colombianos.

Após a vitória contra os bolivianos, o Santos só volta a campo pela Libertadores no dia 19 de abril, diante do Santa Fe, da Colômbia, no estádio El Campín, em Bogotá, em jogo válido pela terceira rodada da fase de grupos da competição continental. Pelo Campeonato Paulista, a equipe santista atua neste domingo, no clássico contra o Palmeiras, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro.

O meia Lucas Lima mais uma vez liderou o time do Santos em campo. Ele foi o responsável por ligar a defesa e o ataque e "cansou" de deixar os companheiros na frente do goleiro Vaca. Mas a pontaria do ataque santista não estava afiada.

Além das assistências, o camisa 10 provocou a expulsão de Veizaga ainda no primeiro tempo. O meia participou dos dois gols de sua equipe: sofreu a falta no primeiro gol (Ricardo Oliveira bateu e fez o gol) e cruzou na cabeça de Renato, que fechou o placar.

O volante Veizaga entrou em campo para ser a "sombra" do meia Lucas Lima na partida. Por conta disso, ele teve que parar o camisa 10 do Santos com faltas. Fez duas, recebeu dois cartões amarelos e, consequentemente, o vermelho e foi expulso aos 42 minutos do primeiro tempo. Para piorar, na cobrança de falta da expulsão, Ricardo Oliveira abriu o placar.

O atacante Ricardo Oliveira marcou um golaço de falta no final do primeiro tempo e abriu o placar para o Santos. O gol foi o primeiro dele nesta temporada e, inclusive, foi resultado de muito trabalho. Sempre antes dos jogos, o camisa 9 treina cobranças de falta no final dos treinos. O resultado do esforço foi visto na Vila Belmiro nesta quinta-feira.

O veterano atacante Pablo Escobar, que defendeu o Santo André no Brasil, foi perigoso com a bola nos pés. Somente no primeiro tempo, ele assustou o goleiro Vladimir em duas oportunidades.

Em cobrança de falta, o camisa 10 do time boliviano acertou a trave. E no finalzinho, logo após o Santos abrir o placar, Escobar bateu cruzado e a bola "raspou" a trave.

Com um a mais em campo no segundo tempo, o Santos dominou o jogo. O The Strongest voltou com esquema suicida ao adiantar as duas linhas de quatro atletas. Por conta disso, virou um jogo de ataque contra defesa. O problema para os santistas foi a pontaria. Foi uma chuva de gols desperdiçados. Ricardo Oliveira e Bruno Henrique perderam dois gols feitos cada um.

O técnico Dorival Júnior deixou o Santos mais rápido ao escalar Bruno Henrique no lugar de Copete desde o início. A substituição deixou a equipe santista mais veloz devido a característica de seu novo atacante. O alvinegro praiano apostou na velocidade pelos lados do campo e pressionou os bolivianos. Já o The Strongest, apesar da retranca, sempre mostrava velocidade nos contra-ataques.

Leia Também