Terça, 27 de Setembro de 2016

F1

Rosberg faz a pole e Vettel larga em último no GP de Cingapura

17 SET 2016Por FOLHAPRESS10h:49

 Inspirado neste final de semana de GP de Cingapura, Nico Rosberg não deu chances para a concorrência e vai largar na pole position, podendo retomar a ponta da tabela neste domingo. O alemão, que tem dois pontos de desvantagem para Lewis Hamilton, foi sete décimos mais rápido que o companheiro, que larga apenas em terceiro. A segunda colocação do grid ficou com Daniel Ricciardo, da Red Bull.

A grande decepção foi o maior vencedor de Cingapura, Sebastian Vettel, que teve problemas em sua Ferrari e fez o pior tempo do treino.

Os brasileiros não vêm tendo um bom final de semana até aqui. Felipe Massa larga em 12º e espera que o ritmo de corrida da Williams seja melhor do que o de uma volta lançada, grande dificuldade do time em Cingapura. E Felipe Nasr ficou com a 19ª colocação no grid.

A classificação começou com uma surpresa: com problemas na suspensão de sua Ferrari, Sebastian Vettel foi mais de quatro segundos mais lento que os líderes e ficou com a última colocação no grid, atrás até mesmo das Manor.

Depois de andar por todo o final de semana à frente do companheiro Marcus Ericsson, Felipe Nasr viu o sueco comemorar sua última volta, que o salvou da eliminação na primeira parte do treino com o cronômetro já zerado. O brasileiro, por sua vez, ficou pelo caminho e vai largar em 19º. As duas Renault também foram eliminadas enquanto, na ponta, Daniel Ricciardo era sete décimos mais rápido que o rival mais próximo, Kimi Raikkonen.

Na parte do treino em que é decidido tanto quem entra no top 10, quanto com qual pneu os mais rápidos vão largar, a Red Bull mandou seus pilotos à pista com o supermacio e não o ultramacio, opção mais aderente deste final de semana. A aposta funcionou e Verstappen e Ricciardo se garantiram no Q3.

Como as Mercedes, que ficaram com os dois melhores tempos do Q2, e Raikkonen também fizeram boas marcas com os ultramacios, eles sequer sentiram a necessidade de fazer duas tentativas no Q2. Os pilotos que foram à pista tentar melhorar seus tempos acabaram, contudo, atrapalhados pela batida de Romain Grosjean, que vinha reclamando bastante do comportamento de seu carro.

O acidente acabou com a segunda parte do treino, na qual ficaram pelo caminho as duas Williams, as duas Haas, Jenson Button e Marcus Ericsson.

Na parte decisiva do treino, Rosberg começou comandando, virando sete décimos mais rápido que Hamilton. O terceiro foi Raikkonen, enquanto Max Verstappen, quinto, reclamava do comportamento do carro.

O GP de Cingapura tem largada às 9h do domingo pelo horário de Brasília.

Leia Também