Terça, 26 de Setembro de 2017

BRASILEIRÃO

Otero sai do banco e garante o empate
do Atlético-MG contra o Avaí

17 SET 2017Por FOLHAPRESS13h:31

O Atlético-MG tem um tabu diante do Avaí e que foi mantido neste domingo, com o empate em 1 a 1, na Ressacada, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe catarinense segue sem conseguir vencer o Galo em confrontos válidos pela Série A do Brasileirão. Tabu mantido graças ao gol de Otero, já na parte final do segundo tempo. Simião abriu o placar para o Avaí.

Se o resultado mantém a invencibilidade atleticana diante do rival de Santa Catarina, em termos de classificação não muda muita coisa. O Galo chegou aos 31 pontos e foi para o 10º lugar. No entanto, pode cair algumas posições, com o fechamento da rodada.

Dono da camisa 10 do Atlético, Cazares tem como principal função armar o time atleticano. Mas no duelo com o Avaí, o equatoriano não conseguiu fazer o que se esperava. Cazares se mostrou displicente dentro de campo.

O meia abusou dos passes errados, inclusive nos poucos contra-ataques que o Galo teve durante o jogo. Após dois passes fáceis errados no começo do segundo tempo, Cazares esgotou a paciência de Rogério Micale e saiu para a entrada de Robinho.

Contratado pelo Atlético em junho do ano passado, Fred vive sua maior seca desde que chegou à Cidade do Galo. Na derrota para o Avaí, o camisa 9 não teve uma chance clara para tentar fazer o gol.

As tentativas foram em bolas alçadas na área e um chute de muito longe. Assim, Fred chegou a oito jogos sem fazer gols pelo Galo. A última vez que o centroavante balançou as redes foi em 16 de julho, no triunfo por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, em Goiânia.

Aos 17 minutos do primeiro tempo o Atlético teve sua melhor oportunidade abrir o placar. O zagueiro Alemão errou o domínio de bola e permitiu que Luan puxasse um contra-ataque, com três jogadores atleticanos contra apenas dois do Avaí. Mesmo em vantagem numérica no lance, o Galo não aproveitou a jogada, que terminou com uma finalização de Valdívia, por cima do gol.

Sem nenhum problema de suspensão ou lesão, o técnico Rogério Micale consegiu pela primeira vez escalar o time que ele considera o ideal para o Atlético. Porém, essa formação ficou em campo por apenas 22 minutos. Valdívia se machucou nos primeiros minutos de jogo e deixou a partida se queixando de dores no joelho. Clayton foi o escolhido pelo treinador para entrar na partida.

Nos minutos finais da partida, quando tentava uma pressão para virar o jogo, o Atlético perdeu o volante Elias, que foi expulso após cometer falta no lateral Capa e parar o contra-ataque do Avaí.

O volante já estava amarelado, por reclamação. Elias se queixou bastante de um suposto pênalti não marcado para o Atlético e recebeu o amarelo no lance. O camisa 8 vai desfalcar o Galo contra o Vitória, na próxima rodada, em Belo Horizonte.

O primeiro confronto do Atlético com o Avaí pela Série A foi em 2009, na abertura do Brasileirão. Empate em 2 a 2, após a equipe catarinense abrir vantagem de dois gols. No retrospecto geral na elite do futebol brasileiro, o Avaí jamais venceu o Galo. Agora são dez partidas pela competição, com seis vitórias do Atlético e quatro empates.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ
Douglas, Leandro Silva, Betão, Alemão e Capa; Judson (Airton), Simião e Pedro Castro (Luan Pereira) e Willians (Rômulo); Joel e Júnior Dutra.
T.: Claudinei Oliveira.

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Luan (Otero), Cazares (Robinho) e Valdívia (Clayton); Fred.
T.: Rogério Micale.

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Judson e Rômulo (AVA) Fábio Santos e Marcos Rocha (CAM)
Cartão vermelho: Elias (CAM)
Gols: Simião aos 45 min do primeiro tempo; Otero aos 37 min do segundo tempo

Leia Também