Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Futebol

Modric assina renovação até 2020 e diz que pretende se aposentar no Real

19 OUT 2016Por GLOBOESPORTE.COM13h:30

Um dos pilares do meio de campo do Real Madrid nas duas conquistas da Liga dos Campeões nos últimos três anos, o meia Modric oficializou nesta quarta-feira a sua renovação com o clube merengue. Em cerimônia no Santiago Bernabéu, o croata assinou, ao lado do presidente Florentino Pérez, o novo contrato, que vai até 2020. E depois falou com a imprensa, deixando clara a sua vontade de encerrar a carreira clube.

- Minha ideia é me aposentar no Real Madrid. E com essa renovação estou mais perto de fazê-lo. Depende de como me sinta, de como me veja no time - disse o jogador de 31 anos. - É um dia muito especial para mim. Me sinto muito feliz e emocionado por renovar com o Real Madrid, o melhor clube do mundo. Quero agradecer ao clube e ao presidente Florentino Pérez por ter tanta confiança em mim. E posso prometer que vou seguir dando tudo, trabalhar forte para alcançar as exigências. Espero ter muitos êxitos aqui no futuro.

Modric chegou ao Real Madrid em 2012, depois de fazer sucesso no Tottenham. Na primeira temporada na capital espanhola, recebeu chances com o técnico José Mourinho, mas esteve longe de ser unanimidade para a torcida. Na temporada seguinte, com a conquista da Champions, porém, se tornou titular absoluto e hoje é considerado um dos astros do elenco. 

O croata afirmou que sempre teve confiança de ter uma passagem pelo Real e apontou como pior momento as lesões que sofreu, principalmente o grave problema na coxa, no começo da temporada 2014/15. Como melhor lembrança, escolheu a conquista da décima Champions do clube, em Lisboa, em 2014, com o gol salvador de Sergio Ramos aos 43 minutos do segundo tempo sobre o rival Atlético.

Modric disse que o atual elenco "pode ser" o melhor com quem já jogou e garantiu estar se sentindo bem enquanto se recupera de uma cirurgia no joelho, aguardando para voltar a campo. Entretanto, garantiu que não tem medo dos problemas físicos e que ainda pode render bastante.

- Não tenho medo delas (lesões). Voltei mais forte sempre que me lesionei. Tive sorte de não ter muitas e me cuido muito. Com 31 anos, alguns podem pensar que estou um pouco velho, mas estou jogando o melhor futebol da minha vida. Posso jogar melhor ou neste nível, com certeza - assegurou.

Leia Também