Domingo, 04 de Dezembro de 2016

'VOLTA POR CIMA'

Ícone de ascensão da Chapecoense, goleiro Nivaldo fala em reerguer clube

30 NOV 2016Por FOLHAPRESS20h:00

Há dez anos no elenco da Chapecoense e um dos ídolos da ascensão da equipe catarinense da Série D à Série A do Campeonato Brasileiro nos últimos cinco anos, o goleiro reserva Nivaldo, 42, lamentou a morte de seus colegas de clube na queda do avião que transportava a delegação do time para a Colômbia. Emocionado, o jogador ainda disse que "os que ficaram vão dar a volta por cima" e "fazer com que aqueles que se foram se orgulhem".

"Vai ser difícil, porque foram muitas pessoas queridas, que batalharam a vida toda. Mas nós que ficamos vamos ter que reerguer esse clube. Tudo o que a gente vai fazer aqui de novo vai ser por eles", afirmou o arqueiro em entrevista.

Nivaldo completaria 300 jogos pela Chapecoense se tivesse entrado em campo contra o Palmeiras, no último domingo (27), e no jogo da última rodada do campeonato nacional, quando a equipe receberia o Atlético-MG. Mas devido a uma mudança na viagem para a Colômbia, ele não seguiu com a equipe à capital paulista.

"Como houve mudança, eles não retornariam mais a Chapecó [depois do duelo contra o Palmeiras]. Iam direto de São Paulo para Medellín. E acabei ficando", conta Nivaldo. "Acho que sou um responsável [por ajudar a reestruturar o clube]. Tudo tem um propósito na vida", afirma.

TRAGÉDIA

Setenta e uma pessoas morreram após a queda do avião que levava a equipe da Chapecoense para a Colômbia, onde o time catarinense disputaria a primeira partida pela final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

Entre as vítimas estão 24 membros da delegação do clube, 20 jornalistas, 19 jogadores e sete integrantes da tripulação da aeronave. Seis pessoas sobreviveram.

O acidente ocorreu quando a aeronave se aproximava de Medellín, no noroeste da Colômbia. As hipóteses aventadas como causa do ocorrido são falta de combustível e pane elétrica.

Tanto a rodada do Campeonato Brasileiro quanto a decisão da Copa do Brasil foram adiadas devido ao acidente aéreo. De acordo com o novo cronograma, a última rodada do Brasileiro vai acontecer no dia 11. Já o jogo entre Grêmio e Atlético-MG, pela Copa do Brasil, será disputado no dia 7.

Leia Também