Sexta, 21 de Julho de 2017

Internacional

"Foi um dos melhores estrangeiros contratados", diz Iniesta sobre Dani Alves

18 ABR 2017Por Globoesporte.com09h:18

O duelo entre Barcelona e Juventus, além de representar um confronto entre os finalistas da Liga dos Campeões 2014/15, foi palco para o primeiro reencontro entre Daniel Alves e sua ex-equipe, de onde saiu magoado na temporada passada. E, mesmo após o jogo de ida, no qual a Juve venceu por 3 a 0, o brasileiro segue sendo um dos assuntos mais badalados.

Escolhido para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira, véspera do confronto de volta, em Barcelona, o meia Iniesta foi questionado se trocaria algum de seus atuais companheiros para ter de volta Dani Alves. O espanhol foi politicamente correto, mas não deixou de elogiar o lateral.

- Para mim, Dani Alves foi uma dos melhores estrangeiros contratados por este clube. Por seu rendimento e por tudo que deu. Mas tomou um caminho diferente e está indo bem na Itália. Não é que eu não o queira, mas esta etapa acabou. Não trocaria nenhum companheiro por ele - disse Iniesta.

O jogador de 32 anos apontou que o confronto desta quarta terá muitos aspectos parecidos com o duelo de volta contra o Paris Saint-Germain, nas oitavas de final, quando o Barça venceu por 6 a 1 e concretizou a maior virada da história de um confronto da Liga dos Campeões. O meia apontou que o clube precisa manter o ritmo forte desde o primeiro minuto de jogo e disse que não acredita que a Juventus se manterá confortável com vantagem.

A Juventus sofreu dois gols na Champions. São dados, mas para nós não muda. Sigo vendo o time com potencial suficiente para fazer gols e virar esta eliminatória, que está difícil. Não sei se pode influir a virada contra o PSG, mas estou convencido que eles sabem que jogar contra o Barça pode gerar muitos problemas – opinou.

Iniesta minimizou que uma possível desconfiança da torcida do Barcelona na virada sobre o Juventus, apostando que o Camp Nou terá muita energia positiva nesta quarta-feira. Questionado se a eliminação já nas quartas de final da Champions pode antecipar alguma decisão sobre seu futuro, o meia foi reticente.

- Amanhã jogaremos muitas coisas, mas não muda nada do que disse há uma semana. Ao fim da temporada, se analisa muitas coisas em muitos sentidos. Meu desejo e esperança não muda, mas com o que nós estamos jogando, este não é o melhor momento (para falar sobre o tema).

 

Leia Também