Sexta, 24 de Março de 2017

Libertadores

Fla perde para Universidad Católica
após quase 5 meses sem derrota

16 MAR 2017Por FOLHAPRESS07h:31

Foi negativa a visita do Flamengo ao Chile. Nesta quarta-feira (15), o rubro-negro teve bons momentos no jogo, desperdiçou chances e acabou derrotado pela Universidad Católica por 1 a 0, no estádio San Carlos de Apoquindo. O gol de Santiago Silva acabou com a invencibilidade de quase cinco meses dos cariocas em partidas oficiais. O último revés havia sido em 16 de outubro de 2016 -2 a 1 para o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Flamengo caiu para a terceira posição do Grupo 4 da Copa Libertadores -três pontos. Universidad Católica e Atlético-PR somam quatro pontos na disputada chave da competição continental.
O próximo compromisso dos comandados de Zé Ricardo pela Libertadores está marcado para o dia 12 de abril. Desta vez, os cariocas recebem o Atlético-PR, no Rio de Janeiro. O local da partida está indefinido. A Arena da Ilha e o Maracanã são as possibilidades analisadas pela diretoria.

Sem contar com Mancuello, o técnico Zé Ricardo tinha Gabriel e Berrío como opções para substituir o argentino e manter o esquema ofensivo do Flamengo. Mas o comandante escolheu o volante Márcio Araújo para o setor de meio de campo. O objetivo foi fixar o camisa 8 na marcação e soltar Willian Arão e Romulo para triangulações com os laterais Pará e Trauco. O time não mudou radicalmente as características, porém, ficou mais cauteloso. Aos 12min da etapa complementar, o colombiano Berrío veio para o jogo.

O Flamengo tinha razoável controle do jogo no primeiro tempo, mas por pouco não saiu atrás do placar logo cedo. Aos 18min, Rafael Vaz cometeu falha grosseira ao recuar sem olhar uma bola para o goleiro Alex Muralha. O passe saiu nos pés de Santiago Silva, que dominou livre e falhou na conclusão. Ficou nas mãos do goleiro do Flamengo a chance de ouro da Universidad Católica.

O atacante Paolo Guerrero teve duas oportunidades para colocar o Flamengo na frente do placar. A primeira veio aos 30min. O camisa 9 conseguiu bela cobrança de falta e por pouco não balançou a rede. O goleiro Toselli fez grande defesa. Aos 33min, o peruano aproveitou e soltou a bomba. A bola triscou a trave.

No segundo tempo, os donos da casa saíram mais para o jogo e arriscaram arremates que chegaram a assustar os rubro-negros. O Flamengo teve espaço para desenvolver os contra-ataques, principalmente após a entrada do veloz Berrío.A melhor chance foi aos 25min. Diego cobrou falta e acertou o travessão de Toselli. Se os cariocas não conseguiram o gol, os chilenos balançaram as redes aos 29min. Santiago Silva subiu mais que a defesa rubro-negra e cabeceou sem chances para Alex Muralha. Foi o lance que tirou o rubro-negro da zona de classificação, ainda que a Libertadores esteja apenas no início e restem mais quatro jogos para buscar a vaga.

Longe do Brasil, o Flamengo teve apoio expressivo nas arquibancadas. Pelo menos 500 torcedores compareceram ao setor de visitantes do San Carlos de Apoquindo e fizeram bastante barulho. Eles foram recebidos por integrantes do Club Deportivo Flamengo -fundado no Chile em homenagem ao irmão mais famoso- e participaram de um churrasco. A diretoria rubro-negra, inclusive, homenageou a embaixada chilena.

Leia Também