Sábado, 25 de Março de 2017

Santos e Palmeiras

Eduardo Baptista muda equipe e consegue virada em clássico na Vila

20 MAR 2017Por FOLHAPRESS07h:27

O primeiro encontro na temporada entre Palmeiras e Santos, rivais em uma série de decisões nos últimos anos, se encaminhava para ter os goleiros como heróis.

A noite de gala de Vladimir e de Fernando Prass, que protagonizaram uma série de defesas na partida, foi brecada, primeiramente, por Ricardo Oliveira, autor do primeiro gol da partida, mas terminou com um herói fora de campo: o técnico Eduardo Baptista.

O treinador, com suas substituições, conseguiu impulsionar o Palmeiras a uma virada por 2 a 1, na Vila Belmiro, já nos minutos finais.

Após o gol marcado pelo atacante santista, aproveitando sobra de bola na área, a partida parecia definida.
A surpresa veio com o poder de decisão dos escolhidos por Baptista. Roger Guedes, que substituiu Keno, lançou Jean na área. O lateral bateu cruzado e contou com falha de Vladimir para empatar.

Logo depois, em nova jogada individual de Guedes. O camisa 23 aplicou drible em Zeca e encontrou Willian livre na área. O atacante, que substituiu Zé Roberto, marcou o gol da vitória.

O clássico na Vila Belmiro ainda teve o seu possível vilão. O meia Vitor Bueno perdeu chance incrível no primeiro tempo quando, já sem goleiro, conseguiu errar o gol que parecia certo.

Com isso, a equipe do técnico Dorival Júnior segue sem vencer um clássico no ano –perdeu para o São Paulo, também na Vila, e para o Corinthians, fora de casa.

O resultado ainda deixa os santistas fora da zona de classificação para as quartas de final do Paulista, no Grupo D. O Palmeiras, por sua vez, passou a ser o dono da melhor campanha na competição, chegando a 21 pontos e se garantiu nas quartas de final.

Os santistas assustaram logo no primeiro minuto, com chute de Lucas Lima da entrada da área. O Palmeiras respondeu na sequência, com o colombiano Borja, aproveitando erro de Lucas Veríssimo na saída de bola.

A grande exibição dos goleiros começou logo na sequência, após a chance desperdiçada por Vitor Bueno.
Vladimir protagonizou lances frente a frente com Keno, Dudu e em falta batida por Borja. Prass foi além, parou Bruno Henrique e Oliveira, desviando bolas que pareciam ter destino certo.

A etapa inicial ainda ficou marcada pelos encontros entre o meio-campista Lucas Lima e o volante Felipe Melo. O palmeirense levou amarelo em jogada com o camisa 10 e deixou o gramado no intervalo provocando a torcida santista, dançando.

O segundo tempo voltou com a carga de intensidade ainda maior. As duas equipes se abriram em busca da vitória e fizeram Prass e Vladimir trabalhar mais.

A derrota volta faz aumentar a pressão sobre Dorival Júnoir. O Palmeiras, por sua vez, quebra um tabu de 11 jogos sem vencer na Vila, a última havia sido em 2011.

Leia Também