Sábado, 25 de Março de 2017

Arena Condá

De virada, Chapecoense perde para o Lanús e embola grupo na Libertadores

17 MAR 2017Por FOLHAPRESS07h:56

A expectativa era de festa, mas a Chapecoense acabou conhecendo nesta quinta-feira (16) sua primeira derrota na Copa Libertadores da América 2017. Jogando na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela segunda rodada do Grupo 7, o time comandado por Vágner Mancini perdeu de virada para o Lanús por 3 a 1, deixando escapar a chance de se isolar na liderança da chave.

Os donos da casa -que jogaram com o uniforme reserva- saíram na frente, graças ao gol de Rossi. Entretanto, os visitantes -que jogaram com o uniforme principal- marcaram com Aguirre, Sand e Acosta. Foi a primeira derrota em casa da Chape em um torneio continental.

Pela Libertadores, os dois times voltam a entrar em campo apenas no dia 18 de abril -a Chape recebe o Nacional (Uruguai), enquanto o Lanús mede forças em casa com o Zulia (Venezuela). Neste domingo, porém, a Chape já volta a entrar em campo pelo Campeonato Catarinense: na Arena Condá, encara o Tubarão.

Passadas as duas primeiras rodadas do Grupo 7, os quatro times apresentam um retrospecto curioso: todos perderam em casa e venceram fora. A Chapecoense venceu o Zulia (2 a 1 na primeira rodada), que venceu Nacional (1 a 0 na segunda rodada), que venceu Lanús (1 a 0 na primeira rodada), que venceu a Chape.
O Lanus lidera pelo saldo de gols (+1), à frente de Zulia (saldo 0, dois gols marcados) e Nacional (saldo 0, um gol marcado). A Chape é lanterna (saldo -1).

A Chapecoense estrearia sua nova camisa verde nesta partida, a primeira em casa pela Libertadores. No entanto, por problemas de logística, o Lanús não trouxe seu uniforme reserva, branco. Para evitar problemas de logística, a Chape aceitou jogar com seu uniforme reserva, branco, em casa. A nova camisa verde foi exibida antes do jogo, vestida pelos atletas durante o cerimonial anterior ao pontapé inicial.

A Chapecoense começou o jogo queimando uma substituição de forma inesperada: aos 14 min, o volante Moisés, lesionado, deu lugar a Osman. Ainda assim, os donos da casa tiveram as primeiras boas chances.
Aos 22 min, Rossi cruzou para Wellington Paulista, que não alcançou; mais tarde, aos 27 min, Reinaldo fez jogada individual pela esquerda, invadiu a área e cruzou, mas a bola saiu muito fechada e parou nas mãos do goleiro Andrada.

O Lanús até equilibrou as ações, mas teve dificuldades para entrar na área. Após o intervalo, a Chapecoense precisou de pouco tempo para abrir o placar. Aos 5 min, João Pedro errou o chute na entrada da área; no entanto, a bola sobrou na direita para Rossi, que dominou pela direita e bateu forte para fazer 1 a 0.

Curiosamente, era o primeiro jogo dele na Copa Libertadores pela Chape -na primeira rodada, o camisa 7 se recuperava de uma catapora e ficou de fora do jogo contra o Zulia.

A vantagem, entretanto, durou apenas três minutos. Aos 8 min do segundo tempo, em meio ao bate-rebate na área, Alejandro Silva levou a melhor pela direita e cruzou baixo para trás; Nicolás Aguirre apareceu sozinho e escorou para as redes.

A situação da Chape piorou ainda mais aos 21 min, quando Lautaro Acosta arrancou pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado por João Pedro -pênalti, que José Sand cobrou rasteiro e converteu.
Se havia chance de empate da Chape, a chance caiu por terra aos 35 min. Lautaro Acosta tabelou com com Velázques pela esquerda, invadiu a área e tocou na saída do goleiro Artur Moraes. A bola entrou mansamente no canto. Era o terceiro e último gol argentino na partida.

A derrota foi a primeira da Chapecoense em casa na história de uma competição continental. Na Copa Sul-Americana de 2015, o time empatou com o Libertad (1 a 1) e venceu o River Plate (2 a 1) na Arena Condá; já na Sul-Americana de 2016, empatou com o Independiente (0 a 0), venceu o Junior Barranquilla (3 a 0) e empatou com o San Lorenzo (0 a 0). Ao todo, são duas vitórias, três empates e uma derrota em seis partidas.

Leia Também