Sábado, 24 de Junho de 2017

Corinthians surpreende no contra-ataque e bate São Paulo no jogo de ida

17 ABR 2017Por Folhapress07h:15

Rogério Ceni armou o São Paulo de forma ofensiva, com três atacantes. O Corinthians foi fiel ao seu estilo sólido na defesa e veloz nos contra-ataques. Levou a melhor e venceu por 2 a 0 neste domingo (16), no Morumbi, pela primeira partida semifinal do Campeonato Paulista.

No segundo jogo, no domingo (23), às 16h, no Itaquerão, o Corinthians poderá até perder por um gol de diferença. O São Paulo precisa ganhar pela vantagem de três. Se derrotar o rival por dois gols, a decisão será nos pênaltis.

O Corinthians usou a mesma receita do Cruzeiro, que derrotou o São Paulo no mesmo Morumbi, pela Copa do Brasil, na última quinta (13). Marcar impiedosamente, às vezes com 11 jogadores no campo de defesa, e deixar a falta de precisão nos passes do adversário fazer o resto.
Funcionou.

O São Paulo teve mais posse de bola, mas criou menos. Sempre que recuperava a bola, Romero ou Arana eram acionados nas laterais ou Rodriguinho puxava o contra-ataque. Deu certo não apenas uma vez, mas duas.

Jô recebeu passe de Rodriguinho e tocou na saída de Renan Ribeiro. Depois, o meia que deu o passe para o primeiro gol fez o segundo em chute de fora da área ainda no primeiro tempo.

O atacante consolidou sua fase de artilheiro de clássicos. Foi o quinto gol dele no Estadual. Quatro foram contra São Paulo, Palmeiras ou Santos.

Rogério Ceni se viu em situação difícil. Perdeu Wellington Nem depois de 17 minutos, lesionado. Apostou em Cueva no meio-campo sabendo que o peruano voltava de contusão e não estava 100%.

Deu tudo tão errado que Jô recebeu cartão amarelo que o suspenderia da segunda semifinal. A falta em Renan Ribeiro havia sido simulação do goleiro não vista pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Mas Rodrigo Caio fez uma autodenúncia. Disse que ele havia se chocado com o companheiro de time. O cartão de Jô foi cancelado.

Com a entrada de Gilberto, o São Paulo se tornou mais incisivo no ataque e ameaçou, sem conseguir superar Cássio. O Corinthians, como sempre, ficou à espera de uma nova chance, que não apareceu. Mas já havia feito o bastante para vencer.

No fim do jogo, os mais de 45 mil torcedores presentes no Morumbi entoaram o canto "time sem vergonha" para os jogadores do São Paulo.

SÃO PAULO
Renan Ribeiro; Araruna (Thomaz), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cueva; Wellington Nem (Cícero), Lucas Pratto e Luiz Araújo (Gilberto). T.: Rogério Ceni

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Clayton), Rodriguinho (Camacho) e Romero (Léo Jabá); Jô. T.: Fábio Carille

Gols: Jô, aos 20min, e Rodriguinho, aos 47min do 1º tempo
Cartões amarelos: Luiz Araújo e Jucilei (S); Romero, Pablo e Maycon (C)
Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Público total: 45.366 presentes
Renda: R$ 1.448.769,00
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Leia Também