Quarta, 22 de Novembro de 2017

Seleção Brasileira

Com testes de Tite, Brasil bate
Japão em penúltimo jogo do ano

10 NOV 2017Por TERRA11h:05

A Seleção Brasileira entrou em campo pela penúltima vez na temporada de 2017 durante a manhã desta sexta-feira. Na cidade francesa de Lille, com uma série de testes promovidos pelo técnico Tite, o time canarinho controlou a partida e ganhou do Japão por 3 a 1.

Neymar (de pênalti), Marcelo e Gabriel Jesus marcaram para a Seleção no primeiro tempo. Makino, durante a etapa complementar, descontou para o Japão. Às 18 horas (de Brasília) desta terça-feira, no Estádio de Wembley, o Brasil volta a campo para enfrentar a Inglaterra.

Com a finalidade de experimentar jogadores para a Copa do Mundo, Tite deu chance a Danilo, Giuliano e Jemerson como titulares e viu o lateral direito brilhar. Durante o segundo tempo, Diego Souza, Alex Sandro, Douglas Costa e Taison também entraram em campo, além do goleiro Cássio.

O Jogo 

A Seleção Brasileira saiu na frente logo aos 9 minutos do primeiro tempo. Com auxílio do vídeo, o árbitro francês Benoit Bastien marcou pênalti de Yoshida sobre Fernandinho durante jogada aérea. Na cobrança, Neymar marcou o oitavo gol contra o Japão, sua maior vítima.

O camisa 10 teve nova chance de marcar de pênalti, cometido por Yamaguchi sobre Gabriel Jesus, mas Kawashima espalmou para escanteio. Após o tiro de canto, aos 17 minutos do primeiro tempo, a bola sobrou na entrada da área para finalização certeira do lateral esquerdo Marcelo, de pé direito.

O Japão esboçou uma melhora e chegou a acertar o travessão de Alisson em cobrança de falta, mas tomou o terceiro em um contra-ataque, aos 35 minutos de tapa inicial. O lateral Danilo recebeu em velocidade de Willian pela direita e cruzou rasteiro, na medida para Gabriel Jesus completar.

A seleção asiática conseguiu marcar seu único gol na partida aos 18 minutos da etapa complementar. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Makino subiu nas costas de Jemerson e cabeceou para o gol - o brasileiro foi puxado pela camisa, mas o lance acabo validado, sem consulta ao vídeo.

O técnico Tite promoveu as seis alterações a que tinha direito, a começar pela entrada do goleiro Cássio no lugar de Alisson durante o intervalo. Com a série de mudanças promovidas no segundo tempo, a Seleção Brasileira, sem entrosamento, sofreu uma queda de ritmo.

Após cobrança de falta pela esquerda, Sugimoto chegou a marcar de cabeça, mas a arbitragem marcou impedimento. O time dirigido por Tite manteve a posse de bola durante a maior parte do tempo, mas não conseguiu criar chances para ameaçar o gol de Kawashima.


 

Leia Também