Segunda, 20 de Novembro de 2017

LUTA

Após atraso, etapa define campeões do circuito estadual de boxe de 2016

17 FEV 2017Por RAFAEL BUENO09h:18

A temporada do boxe sul-mato-grossense começa amanhã,  em Campo Grande, com a definição dos campeões do Circuito Estadual 2016. As lutas estavam previstas, inicialmente, para dezembro, mas por falta de recursos financeiras foram adiadas para este ano. Cerca de 70 pugilistas de quinze agremiações são esperados para subirem ao ringue montado no ginásio da Escola Estadual Joaquim Murtinho, na Avenida Afonso Pena. 

Com 30 lutas que vão do Peso Mosca ao Super Pesado, o evento receberá competidores nos naipes feminino e masculino. As disputas serão divididas nas classes: Elite (acima de 19 anos), Juvenil (17 e 18|), Cadete (14 e 15) e Infantil (13 e 14).

Invicta nas última 60 lutas e com dez anos de invencibilidade, Aline Santana, de 26 anos, entra como favorita na categoria Meio Médio (-64 kg). Após pausa na rotina de treinos no fim do ano, Aline voltou à academia há pouco mais de duas semanas. A preparação é feita no período noturno, com atividades físicas e técnicas, sob coordenação do professor Diego Sandim, no CT Moreninhas.

“Já estou em forma, continuei correndo nas férias. Estou preparada, vou entrar para ganhar”, afirma Aline. Além da invencibilidade, a pugilista campo-grandense defenderá também o título de campeão no Circuito Estadual  de 2015. 

Além de atletas da Capital, o evento teve a confirmação de lutadores de outros seis municípios: Anastácio, Três Lagoas, Ponta Porã, Dourados, São Gabriel do Oeste e Laguna Caarapã. 

Os resultados das lutas serão fundamentais para a pontuação dos competidores no ranking da Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul (FDBMS). Somados aos resultados do Campeonato Estadual 2016, os pontos do Circuito definem os representantes em competições internacionais.

À exemplo, os tradicionais torneios de Irique, no Chile (previsto para o primeiro semestre) e o de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia (no segundo semestre). “Temos que fazer este intercâmbio com lutadores de fora”, ressalta Marcelo Nunes, presidente da FDBMS.

O dirigente fala também da importância do boxe olímpico para os atletas locais. Na temporada passada, as competições tiveram a participação de 462 pugilistas, sendo 270 de campo Grande. “Isso mostra o desenvolvimento da modalidade. Temos a função de buscar mais adeptos e criar novos talentos”, diz.

SERVIÇO

A segunda e última etapa do Circuito Sul-Mato-Grossense de Boxe começa, amanhã, às 18h30min (MS), na Escola Joaquim Murtinho, com as lutas na categoria Infantil. Ao contrário das edições anteriores, nesta etapa serão cobrados R$ 10, para cobrir as despesas do evento. 

Leia Também