Segunda, 20 de Novembro de 2017

exploração no estado

Petrobras arremata blocos
de gás em MS por R$ 1,7 milhão

Negócio abre espaço para municípios e Estado receberem royalties

28 SET 2017Por DA REDAÇÃO05h:00

A Petrobras arrematou, por aproximadamente R$ 1,7 milhão (R$ 1.690.771,75), 11 blocos da Bacia do Paraná para a busca e exploração de petróleo e gás natural em Mato Grosso do Sul.

A 14ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foi realizada na manhã desta quarta, no Rio de Janeiro, e foi marcada por protestos de ambientalistas. 

Conforme informações da ANP, na rodada, foram ofertados 11 blocos terrestres na Bacia do Paraná, todos em Mato Grosso do Sul.

As áreas abrangem os municípios de Rosana, Água Clara, Anaurilândia, Angélica, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Campo Grande, Deodápolis, Ivinhema, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Santa Rita do Pardo, Taquarussu e Três Lagoas. O investimento mínimo previsto é de R$ 20,5 milhões. 

Ainda segundo informações da ANP, a Bacia do Paraná é classificada como Nova Fronteira, ou seja, possui áreas geologicamente pouco conhecidas e barreiras tecnológicas ou do conhecimento a serem vencidas. A bacia ainda não possui campos produtores de petróleo ou gás natural.

Em nota, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) informou que esta é a primeira vez que áreas no Estado poderão ser perfuradas para exploração de combustíveis, o que gera uma nova perspectiva de desenvolvimento para Mato Grosso do Sul.

De acordo com o secretário Jaime Verruck, o interesse da Petrobras desperta expectativas positivas. “Se nós tivermos possibilidade de produção de gás natural em Mato Grosso do Sul, nós teríamos mais uma fonte energética, teríamos opção de royalties a esses municípios e teria possibilidade de diversificação da nossa base econômica”, afirmou Verruck.

*Leia reportagem, de Renata Prandini, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também