Domingo, 22 de Outubro de 2017

Sul-americano

De olho em acordo comercial, empresários de MS participam de feira na Argentina

Evento empresarial no país vizinho já está em sua 22ª edição

13 OUT 2017Por ALINE OLIVEIRA16h:45

Empresários sul-mato-grossenses e a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) foram convidados pela Câmara de Comércio Exterior da região norte da Argentina para participar da Feria Internacional Del Norte Argentino 2017 (Ferinoa).

O evento começou no dia 9 de outubro e prossegue até dia 16, reunindo empresários de vários países da América do Sul. Segundo o economista-chefe da associação, Normann Kallmus, a aproximação teve início em setembro com objetivo de fomentar novas oportunidades de negócios entre os dois países. 

"Estamos satisfeitos com a receptividade e o interesse demonstrado pelo setor empresarial local em exportar produtos de Mato Grosso do Sul, sejam in natura ou processados. Aqui também existe uma diversidade de produtos com qualidade reconhecida e que podem ser incluídos na importação do Estado", detalha o representante da ACICG.

TRAJETÓRIA DE NEGÓCIOS

A Ferinoa completa a 22ª edição e promove diversas rodas de negócios, com objetivo de incentivar o comércio regional, além de convidar os demais países sul-americanos.

O encontro proporciona, ainda, a formalização de alianças estratégicas importantes em matéria de transferência tecnológica, compra, venda e apresentação de novos produtos. 

Segundo o coorganizador das Rodas de Negócio da Ferinoa, Daniel Pierini, estão presentes na edição deste ano mais de 70 empresários com estandes, sem contar 10 empresas inscritas que terão participação online.

"Nosso país (Argentina) necessita de oportunidades como esta, que reúne empresas de diferentes regiões e com variedade de produtos. Desta forma conheceremos o que o empresariado interno produz e também, os convidados de outros países", argumenta.

PRODUTOS BRASILEIROS EM DESTAQUE

Kallmus explica que um dos pontos que mais chamar atenção dos argentinos foi a organização da ACICG, que possui atualmente sete mil associados.

"Nosso grupo chegou interessado em importar vinhos e alimentos bastante apreciados como a maçã argentina e o alho. No entanto, a participação nas reuniões já definiu ótimas possibilidades para nosso Estado", acrescenta.

O economista-chefe da ACICG antecipou que está prevista a produção de uma Feira de negócios com porte semelhante a Ferinoa e deve ser realizada no primeiro semestre de 2018 em Campo Grande.

O especialista preferiu não antecipar cifras que podem ser movimentadas com a negociação porque ainda está sendo avaliado contrados de parceria.

Leia Também