Sábado, 23 de Setembro de 2017

2 rodas

Biz 110i é ágil, econômica e resistente
para manter ideal da Honda

29 JUL 2017Por DA REDAÇÃO07h:48

A Honda Biz está na linhagem direta da motoneta Dream, ou a D-Type de 1949, um dos modelos germinais da marca fundada um ano antes e que hoje é a maior fabricante de motocicletas do mundo.

Quando foi projetada, a ideia do engenheiro Soishiro Honda era criar um veículo de baixo custo de aquisição e manutenção, econômico e que representasse uma solução de mobilidade democrática para um Japão destruído na segunda grande guerra.

Esses valores ainda norteiam a motoneta – classificada como CUB, de Category Uper Basic ou categoria básica superior.

No Brasil, a trajetória do modelo começou em 1992, com a C-100 Dream, sucedida em 1998 pela C-100 Biz. De lá para cá a linha Biz veio sendo modernizada e ainda hoje representa 13,5% das vendas da marca no País – algo em torno de 9 mil unidades por mês.

Do jeito que é hoje, a Biz 110i chegou ao mercado no início de 2016. Por conta das normas de emissões, o motor carburado de 100 cc e 6,43 cv foi trocado pelo atual.

Agora tem exatos 109,1 cc, conta com injeção eletrônica e é capaz de gerar 8,3 cv de potência e 0,89 kgfm de torque, suficientes para animar bem o modelo de 99 kg.

Este motor é o mesmo que empurra a Pop 110i, só que na Biz ele é gerenciado por um câmbio de quatro velocidades com embreagem automática, enquanto a Pop tem embreagem acionada pelo manete do lado esquerdo do guidão.

*Leia reportagem no suplemento Correio Veículos do jornal Correio do Estado na edição sábado/domingo.

 

Leia Também