Segunda, 20 de Novembro de 2017

Anvisa

Projeto-piloto poderá auxiliar o rastreamento de remédios no país

O projeto será desenvolvido pela Anvisa, em parceria com a USP

19 ABR 2017Por Agência Brasil19h:00

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou hoje (19) convênio com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) para desenvolver um projeto-piloto de rastreabilidade de medicamentos. O convênio prevê o investimento de R$ 5 milhões e contará ainda com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

O projeto, elaborado a partir da Lei 13.410 de 2016, está na fase de regulamentação; com previsão de finalização em quatro meses. Em seguida, deverá ser posto em prática, com auxílio do Hospital das Clínicas, vinculado a USP, o projeto-piloto de rastreabilidade. Os resultados obtidos na fase experimental serão avaliados por um período de até oito meses, para que, então, o sistema passe para a etapa de implementação, com prazo de até três anos.

Com a parceria, a Anvisa almeja combater fraudes e falsificação, bem como possibilitar o gerenciamento de toda a cadeia de produção, distribuição e dispensação de medicamentos no país.

Leia Também