Segunda, 26 de Junho de 2017

Saúde

Governo anuncia fim do estado de emergência internacional pelo vírus da Zika

11 MAI 2017Por G112h:26

Após a Organização Mundial da Saúde suspender o estado de emergência internacional pelo vírus da Zika, há seis meses, o Ministério da Saúde anunciou o fim da Emergência Nacional para Zika. 

Segundo a pasta, a medida foi anunciada em razão da redução do número de casos da doença. O estado de emergência teve início em novembro de 2015. À época, no entanto, a emergência era específica para microcefalia, uma má-formação até então considerada rara e que teve um aumento inexplicado no período, sobretudo nos Estados de Pernambuco e Paraíba.

Na ocasião, já havia a suspeita de que a explosão de nascimentos de bebês com o problema era provocada pela infecção do vírus zika. A hipótese foi confirmada meses depois.

O Brasil registrou 13,490 mil casos suspeitos de microcefalia, dos quais 2,653 mil foram confirmados. Quase 2,900 mil casos ainda estão em investigação. Por isso, houve divergência entre integrantes do Ministério da Saúde sobre o anúncio do fim da emergência nacional.

O receio maior é o de que, com o fim da emergência, a assistência a crianças com o problema, que hoje já é considerada falha, seja duramente afetada. Opositores da medida argumentam que, somente este ano, já foram quase mil novos casos suspeitos de microcefalia notificados.

Embora bem menor do que o registrado no passado, é uma marca ainda considerada extremamente preocupante. Além disso, há ainda 3 mil crianças em investigação, com suspeita da doença. A Secretaria de Vigilância em Saúde justifica o fim da emergência no Regulamento Sanitário Internacional. 

Leia Também