Quinta, 23 de Novembro de 2017

COXIM

Tenente trabalha normalmente e PMA alega legítima defesa em tiro contra pescador

O homem, ferido na perna, segue internado na Santa Casa da Capital

13 NOV 2017Por MARIANE CHIANEZI17h:46

O 2º tenente da Polícia Militar Ambiental (PMA) Anderson Ortiz Dias trabalha normalmente durante operações contra a pesca predatória em Coxim.

O comandante da PMA na cidade esteve envolvido em discussão com o pescador Márcio Ferreira Vaz de Souza, de 34 anos, na sexta-feira (10). Ele baleou Souza na perna direita.

Conforme a assessoria de imprensa da PMA, o motivo da discussão seria a intensa fiscalização nos rios da cidade contra a pesca predatória. Esse trabalho não seria aceito por muitos pescadores.

“A PMA não vai amansar as fiscalizações nos rios, vamos continuar intensificando os trabalhos”, informou o porta-voz da coorporação, tenente-coronel Ednilson Queiroz.

Ainda segundo o oficial, o comandante agiu em legítima defesa. “O pescador entrou falando que daria um tiro na cara dele [tenente] e a todo momento, o tenente tentava afastá-lo, isso pode ser visto no vídeo. O pescador poderia ter tomado a arma da mão dele e a situação poderia se agravar”, afirmou.

A Corregedoria da Polícia Militar apura o caso. Na Polícia Civil, o caso foi registrado como ameaça e o tenente figura como vítima. A reportagem entrou em contato com a delegada Silvia Elaine Girardi, mas ligações não foram atendidas.

“Se a corregedoria não achar indício de crime, não haverá inquérito”, relatou o coronel.

INTERNADO

O pescador, ferido na perna, foi internado no sábado (11) na Santa Casa de Campo Grande, onde passou por avaliação de possível cirurgia, mas procedimento foi descartado pelos médicos.

A assessoria de comunicação da unidade informou que o paciente não corre risco de morte e permanece internado na enfermaria, sendo tratado.

FILMAGEM

Vídeo concedido pela PMA mostra momento em que o tenente Anderson Ortiz Dias atira na perna do pescador, Márcio Ferreira Vaz de Souza, em uma rádio, na cidade de Coxim.

Em nota, a PMA esclareceu que o comandante da coorporação em Coxim "só atirou para evitar danos maiores".

VEJA O VÍDEO

Leia Também