Domingo, 24 de Setembro de 2017

pai e filho

Sobreviventes de acidente na BR-163 permanecem internados no hospital

Duas mulheres morreram carbonizadas dentro do veículo

16 SET 2017Por BRUNA AQUINO E RODOLFO CÉSAR17h:18

Luiz Modesto de Jesus, 68, e o filho Dyego Martins Modesto, 26, permanecem internados na Santa Casa em Campo Grande. Pai e filho são sobreviventes do acidente que aconteceu na BR-163 próximo ao distrito de Anhanduí, em Campo Grande.

Segundo informações da Santa Casa, Luiz sofreu queimaduras de 2° e 3° graus, está consciente, mas permance sob cuidados no Pronto Med. O filho teve queimaduras na face, no toráx e pernas, está em observação no pronto socorro e não há informação se ele passará por cirurgia ainda hoje.

ACIDENTE

Condutores de um Gol e uma caminhonete Nissan Frontier envolveram-se em acidente ontem à noite. O Gol onde as vítimas estavam pegou fogo e foi completamente consumido pelas chamas. A Polícia Civil conseguiu identificar Anete Martins da Costa, de 59 anos, ex-mulher do Luiz Modesto. Outra vítima é Marly, esposa de Luiz e era amiga de Anete. 

A colisão foi traseira, mas ainda não há confirmação de qual veículo atingiu o outro. Familiar de uma das vítimas mencionou que o veículo menor foi atingido pela caminhonete. Na colisão ficaram feridos Regis Fernando de Oliveira Barboza, 53 anos, Luiz Modesto de Jesus, 68 anos, e Dyego Martins Modesto, 26 anos.

Detalhes do que causou o acidente não foram repassados pela Polícia Civil. O delegado que registrou a ocorrência foi Tiago Macedo dos Santos, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu suporte no acidente, mas não confirmou os motivos da batida.


 

Leia Também