Segunda, 22 de Maio de 2017

Influenza

Secretaria de Saúde confirma mais uma morte por gripe A em Mato Grosso do Sul

Vítima morreu na cidade de Rio Verde, no interior de MS

20 MAI 2017Por Natália Yahn12h:18

Mulher de 40 anos, que não teve identificação divulgada, morreu em Rio Verde - a 210 quilômetros de Campo Grande - vítima de gripe em Mato Grosso do Sul. A morte ocorreu no dia 31 de março, conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), que confirmou se tratar do vírus H3N2, popularmente conhecido como “gripe suína”.

Este é o segundo óbito causado pela doença confirmado este ano no Estado. O outro caso também aconteceu no dia 30 de abril, em Campo Grande. A vítima foi bebê de um ano, que morreu numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A criança começou a apresentar os sintomas no dia 26 de abril, quando foi levada para a UPA e morreu antes de ser transferida para um hospital. O caso foi divulgado no dia 4 de maio e exames confirmaram que o bebê estava com o vírus H3N2.

Mesmo com a campanha de vacinação contra a gripe em andamento no Estado - ação que termina na próxima sexta-feira (26), 21 municípios vacinaram menos de 50% da meta de imunização do público-alvo. Boletim epidemiológico da SES confirmou até agora dois casos de Influenza A não subtipado e nenhum caso de H1N1 no Estado, porém já são 29 casos de H3N2.

Já Influenza B, que é a gripe comum, tem dois registros no município de Ivinhema, que vacinou 77,25% do publico-alvo previsto para ser imunizado na campanham de acordo com o Ministério da Saúde.

CAMPANHA
Entre os dias 17 de abril e 17 de mio, apenas 346,5 mil pessoas pertencentes ao grupo de risco foram vacinadas em Mato Grosso do Sul, de acordo com balanço do Ministério da Saúde divulgado na quinta-feira (18). No Estado, foram distribuídas 754,5 mil doses para 79 municípios, que tinham meta de vacinar no mínimo 90% do público-alvo.

Porém a poucos dias do fim da campanha, menos da metade da população - 46,9% - esperada procurou os postos de saúde. O levantamento foi realizado desde o dia 17 de abril, quando a mobilização teve início em todo o País, contemplando crianças até 5 anos, gestantes, puérperas, idosos, trabalhadores da saúde, indígenas, professores, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades.

No estado do Mato Grosso do Sul, a adesão do público-alvo está em 45,9% entre as crianças; 52,6% trabalhadores de saúde; 41,9% gestantes; 54,8% puérperas; 24,9% indígenas; 53,9% idosos; e 32,1% entre os professores.

A vacina contra a gripe estará disponível nos postos de vacinação até o dia 26 de maio. Em Campo Grande, além das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), foi montado um posto de vacinação em um trailer na Praça Ary Coelho, que funcionará até hoje (20).
Em todo o País, apenas 28,7 milhões de pessoas foram vacinadas, o que representa 53% do público-alvo, formado por 54,2 milhões de pessoas.

Leia Também