Domingo, 24 de Setembro de 2017

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Professor de teatro confessa que aliciou e estuprou garoto

A prisão dele, que era temporária, foi convertida em prisão preventiva

12 SET 2017Por MARESSA MENDONÇA E RENAN NUCCI13h:01

O professor de teatro de 55 anos, suspeito de ter estuprado garoto de 12 anos confessou o crime.

Ontem ele participou de audiência de custódia e a prisão dele, que até então era temporária, foi convertida em preventiva. Com isso, ele ficará no presídio até ser julgado.

A delegada Marília de Brito Martins informou que aguarda resultado do exame de corpo de delito feito na vítima e também laudo da perícia feita no celular e computador do professor para concluir as investigações.

O inquérito deve ser encerrado em 10 dias, prazo anterior ao da divulgação dos resultados da perícia. Mas a delegada informou que os laudos serão anexados posteriormente no processo.

ENTENDA O CASO

A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) investiga estupro de vulnerável cometido contra um menino de 12 anos, em Campo Grande. O principal suspeito, um professor de teatro de 55 anos, foi preso no domingo por agentes do Grupo de Operações e Investigações (GOI) da Polícia Civil e da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro.

O caso foi descoberto pela mãe da vítima, após checagem no histórico de conversas do WhatsApp. Por meio do aplicativo, o autor enviava mensagens de caráter sexual para o garoto. Ele é suspeito de violentar outro menino do grupo.

Segundo boletim de ocorrência registrado no domingo, a mãe desconfiou do comportamento do filho com relação ao professor, principalmente, porque nos últimos dias ambos estavam muito próximos.

Na delegacia, o menino confessou com detalhes como ocorriam os estupros e disse que o professor fazia o mesmo com outro garoto.

Leia Também