Domingo, 20 de Agosto de 2017

CAARAPÓ

Desacordo financeiro motivou assassinato de presidente regional do PMDB

Fazendeiro era presidente do PMDB em Caarapó e foi morto a tiro

14 MAR 2017Por GLAUCEA VACCARI16h:29

Polícia Civil já identificou um suspeito de matar o produtor rural e presidente do diretório regional do PMDB em Caarapó, Luiz Antônio Fernandes, 56 anos, na última quarta-feira (8). Crime teria sido motivado por disputa financeira.

No dia do crime, vítima estava em uma motocicleta e seguia com destino a sua fazenda, quando foi atingido por disparo de espingarda calibre .12, em estrada rural próximo a um canavial. Suspeito fugiu após o crime e vítima foi encontrada por funcionários de usina sucroalcooleira.

Delegado responsável pelas investigações, Ricardo Meirelles Bernardinelli, disse ao Portal Correio do Estado que um suspeito já foi identificado, mas nome não foi divulgado para não atrapalhar as investigações, já que polícia não descarta a participação de mais pessoas no homicídio.

Conforme o delegado, hipóteses de latrocínio e crime passional foram descartadas. Vítima era credor de terceiros e suspeito era um dos devedores, tendo matado Fernandes por conta da dívida. 

Inicialmente, hipótese levantada era de que criminoso armou uma emboscada e aguardou o produtor rural passar pela estrada para matá-lo, no entanto, delegado afirma que a hipótese mais provável é que vítima tenha sido seguida pelo suspeito, que emparelhou o carro com a moto de Fernandes, efetuou o disparo e fugiu em seguida.  

Ainda segundo Bernardinelli, investigações estão avançadas e polícia aguarda laudos e resultados de diligências para concluir o inquérito. Mais de 15 pessoas já foram ouvidas e suspeito também prestará depoimento. 

Leia Também