Sábado, 22 de Julho de 2017

LATROCÍNIO

Por R$ 5 mil, adolescentes de 17 anos roubaram e mataram empresário

Valor teria sido combinado para roubar o carro, que seria trocado por drogas no Paraguai

19 JUN 2017Por GLAUCEA VACCARI16h:24

Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos e Walerson Ozório, que não teve a idade divulgada, foi preso por suspeita de matarem o empresário Ronaldo dos Santos Batista, 38 anos, na madrugada de hoje, em Anastácio. Rapaz teria prometido R$ 5 mil para os jovens roubarem o carro da vítima, uma picape Saveiro Cross.

De acordo com informações da Polícia Militar, Walerson encomendou o carro e prometeu R$ 5 mil a um dos adolescentes, que chamou um amigo para ajudá-lo no crime.

Conforme versão do adolescete infrator, eles arrombaram e, durante o roubo, houve discussão com o empresário e o menor o acertou com uma garrafada na cabeça. Vítima desmaiou e adolescentes decidiram amarrá-lo e jogá-lo na piscina.

Mãos e pés foram amarrados com fios de nylon e um vaso de plantas foi colocado nas costas da vítima para que o corpo afundasse e não retornasse a superfície.

Adolescentes fugiram levando o veículo e o entregaram a Walerson. Eles também roubaram notebook e outros objetos pessoais da vítima e jogaram em um bueiro próximo a casa, com intenção de voltar para buscá-los posteriormente. 

Conforme a PM, equipe foi acionada por volta das 3h, depois que alarme da residência disparou. Em ação conjunta com a Polícia Civil, polícia chegou até os menores, que confessaram o homicídio e o roubo, e informaram o nome do rapaz que receptou o carro.

Walerson foi encontrado em sua residência, no bairro Nova Aquidauana, e ele confirmou ter recebido o veículo e escondido em uma mata, localizada aos fundos do bairro Jardim Aeroporto, onve veículo foi recuperado. 

Suspeito informou que deixaria o carro escondido na mata até “um momento oportuno” para levá-lo a Bella Vista, no Paraguai, onde o trocaria por droga.

Adolescentes foram apreendidos e o rapaz foram encaminhados até a Delegacia de Polícia Civil de Anastácio.

Um outro rapaz, identificado como Alexadre de Albuquerque da Cunha, também teria participado do crime e está foragido. Investigações continuam para localizar o suspeito.

Leia Também