Quarta, 28 de Setembro de 2016

ELEIÇÕES 2016

Suposta pesquisa eleitoral para prefeito de Bataguassu é investigada pela polícia

Gráfico divulgado em grupos do WhatsApp seria falso

20 SET 2016Por MARESSA MENDONÇA14h:58

A Polícia Civil investiga a divulgação de falsa pesquisa de intenção de votos para prefeito de Bataguassu (MS) - distante 335 km de Campo Grande, em grupo do WhatsApp. Os dados apontavam candidato Neto do Jô (PEN) com 56,6% e o atual chefe do Executivo, Pedro Arlei Caravina (PSDB), com 24,2%. As informações são do site Da Hora Bataguassu.

Conforme o site, o gráfico com dados das intenções de voto começou a ser compartilhado em grupos do WhatsApp, até que o instituto apontado como responsável pelos resultados, Paraná Pesquisas, se manifestou alegando que não tinha feito nenhum tipo de estudo com os eleitores daquela cidade e desconhecia aquelas informações.

Representantes da Coligação Unidos por Bataguassu registraram boletim de ocorrência e ajuizaram ação na Justiça Eleitoral da cidade, que determinou a exclusão do grupo do WhatsApp em duas horas.

O responsável pela confecção e divulgação do gráfico ainda não foi identificado, mas, se for indiciado, poderá pegar de 6 meses a 2 anos de prisão, além de multa.

Pesquisa realizada entre 25 e 26 de agosto e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aponta Caravina (PSDB) com 53,9% da intenção de votos e Neto do Jô (PEN) com 24,7% das intenções.

A reportagem do Portal Correio do Estado entrou em contato com a empresa para ter outros detalhes sobre o caso, mas até o fechamento da matéria não teve resposta. 

Leia Também