Domingo, 04 de Dezembro de 2016

EM MIRANDA

Polícia investiga furto de galos
de briga avaliados em R$ 5 mil

Aves tinham sido apreendidos no dia 8, na BR-262

18 OUT 2016Por RODOLFO CÉSAR16h:12

A Polícia Civil registrou hoje pela manhã ocorrência do furto de pelo menos 10 galos da raça índio que eram usados para a prática proibida de briga de galos. As aves, avaliadas em R$ 5 mil, tinham sido apreendidas pela Polícia Militar Ambiental (PMA) no sábado (8) na BR-262, perto de Miranda.

Os galos foram entregues a homem de 34 anos como fiel depositário. Contudo, ele alegou que não tinha espaço para mantê-los em sua casa e levou as aves para um sítio na região do Duque Estrada.

O furto deve ter acontecido na madrugada de hoje. Ao todo, eram 13 galos usados para briga e uma galinha que estavam na propriedade rural, que pertence a mototaxista amigo do homem que foi definido como fiel depositário dos animais apreendidos.

Aos policiais, o fiel depositário informou que havia um homem interessado em comprar os galos e tinha oferecido uma moto Tornado, avaliada em R$ 5 mil, no negócio. Porém, o fiel depositário não aceitou a proposta porque ele não poderia vender as aves.

Há uma suspeita que esses galos poderiam ter sido trazidos para Campo Grande. Quando a PMA fez a apreensão, o motorista de uma Saveiro informou que seguia para Corumbá, onde deixaria os galos. Por conta do transporte ilegal e que foi caracterizado maus-tratos, o condutor do veículo recebeu R$ 14 mil de multa e ainda responde por crime ambiental.

O delegado Leandro Costa de Lacerda Azevedo, da Delegacia de Polícia de Miranda, registrou a ocorrência de furto e vai investigar o que aconteceu para tentar localizar o suspeito.

Leia Também