Sábado, 24 de Setembro de 2016

Fora da medida

Pescadores são detidos com 413 kg
de peixes, lancha, barcos e armas

Proximidade da piracema fez polícia intensificar fiscalização nos rios

20 SET 2016Por VÂNYA SANTOS11h:31

Por conta da proximidade do período da piracema – de novembro de 2016 a fevereiro de 2017 - e da formação de cardumes, a Polícia Militar Ambiental (PMA) intensificou a fiscalização para combater a pesca predatória em Mato Grosso do Sul. Desde a última sexta-feira (16), foram detidos 10 pescadores, apreendidos 413 quilos de pescado fora da medida, uma lancha, quatro barcos, quatro motores de popa e duas armas de fogo.

De acordo com a PMA, pesca predatória é mais comum nos rios Correntes, Piquiri, São Lourenço e Paraguai porque ficam distantes de áreas urbanas e de difícil acesso.

Quatro pescadores de Ribeirão Preto (SP) foram flagrados no Rio Piquiri com 140 quilos de pescado. Policiais também apreenderam freezer e lancha com motor. Cada pescador foi multado em R$ 1,4 mil e responderá por crime ambiental.

Dois destes pescadores estavam armados com espingarda calibre .22 e pistola calibre .380, sem documentação.

Ainda no Piquiri, dois pescadores goianos foram detidos com 200 quilos de pescado, dois barcos e dois motores de popa. Cada um foi multado em R$ 4,8 mil.

Já na região de Porto Jofre, mais dois pescadores de Cuiabá (MT) foram flagrados com 49 quilos de pescado e cada um deles foi multado em R$ 2.980. Outros dois homens do Paraná estavam com 24 quilos de pescado fora do padrão estabelecido pela legislação e cada um foi multado em R$ 1.570.

Leia Também