Sexta, 24 de Novembro de 2017

rodovia

Pedágio aumenta, mas obras
estão em ritmo lento na BR-163

Equipes que trabalham na duplicação atuam em 12,5 km

14 OUT 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Se por um lado a tarifa de pedágio da BR-163 em Mato Grosso do Sul só faz aumentar, por outro, as obras de duplicação da rodovia seguem tímidas e em ritmo lento.

Hoje, a CCR MSVia, responsável pelo trecho no Estado, mantém trabalhos de readequação da capacidade de tráfego em apenas dois pontos, que somam 12,5 quilômetros - 1,5% da extensão total sob administração da empresa.

A concessionária estima concluir os dois únicos trechos em obras de duplicação - localizados em Jaraguari e em Nova Alvorada do Sul - entre abril e maio do ano que vem. A empresa não informou se há previsão de iniciar novas intervenções na rodovia até a finalização destes pontos.

De acordo com a CCR MSVia, os trabalhos em andamento demandam investimento de R$ 143 milhões. O valor inclui também 84 quilômetros de restauração de pavimento em trechos da estrada. 

Dos 845,2 quilômetros da BR-163 no Estado, 138,5 quilômetros foram duplicados pela empresa desde o início da concessão, em 2013, ao custo de R$ 1,9 bilhão. O trecho pronto corresponde a 16,3% do total outorgado à CCR  MSVia, que, pelo contrato vigente, tem até 2019 para terminar a duplicação de toda a rodovia.

No entanto, Medida Provisória do governo federal, publicada em 19 de setembro, ampliou de cinco para 14 anos o tempo de realização das obras. A MP 800/2017 estabelece as diretrizes para a reprogramação de investimentos em concessões rodoviárias federais.

*Leia reportagem, de Jones Mário, na edição de sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também