Quarta, 22 de Novembro de 2017

calor

Outubro de 2017 é o mais
quente dos últimos 29 anos

Desde 1988 temperaturas não ultrapassavam os 39,5ºC no mês

14 OUT 2017Por DA REDAÇÃO06h:00

O mês de outubro não está nem na metade, mas já é considerado o mais quente dos últimos 29 anos. As temperaturas registradas na última semana em Mato Grosso do Sul superaram a máxima recorde do mês, que foi de  39,5°C em 26 de outubro de 1988.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o município de Água Clara, distante 204 quilômetros de Campo Grande, foi o mais quente nos primeiros 13 dias de outubro. Anteontem, os termômetros da cidade marcaram máxima de 40,4°C. 

As altas temperaturas indicam ainda forte possibilidade de aumento da média histórica (valores médios registrados entre 1961 e 1990) do mês, que é de 30,6ºC. Apenas a máxima registrada em Água Clara supera em quase 10ºC este valor. 

O meteorologista Natálio Abrahão Filho afirmou que outubro caminha para ser o mês mais quente do ano. “Podemos esperar por sensações térmicas mais elevadas até o final do mês”.

Na sexta-feira (13), a cidade de Cassilândia, distante 434 quilômetros da Capital, foi a mais quente do Estado. A máxima registrada foi de 40,3°C e a mínima de 38,2°C.

Em Paranaíba, a temperatura ficou entre 39,4°C e 38,2°C. A terceira com maior temperatura foi a cidade de Três Lagoas, com máxima de 39,3°C.

E com tamanho calor, o fogo também se faz presente. Apesar do aumento na umidade relativa do ar, dois grandes incêndios foram registrados em Aquidauana, a 140 km de Campo Grande, na mesma propriedade. Cerca de 150 hectares da Fazenda Corrente, no distrito de  Palmeiras foram consumidos.

O fogo consumiu boa parte do eucalipto plantado na área e causou um prejuízo de R$ 100 mil ao responsável.

*Leia reportagem, de Tainá Jara e Leandro Abreu, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também