Quarta, 22 de Novembro de 2017

área turística

MP investiga desmatamento de área superior a 634 campos de futebol

Órgão instaurou 13 inquéritos civis para apurar supressão da mata nativa

10 NOV 2017Por YARIMA MECCHI12h:00

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPE-MS) instaurou 13 inquéritos civis para apurar o desmatamento de mais de 452 hectares de mata nativa em fazendas localizadas no município de Bonito. De acordo com o Diário Oficial do órgão, as denúncias foram feitas levantadas pelo Núcleo de Geoprocessamento de Bonito.

Conforme o padrão Fifa, um campo de futebol tem 7.140 metros quadrados, nas unidades de medidas um hectare tem 10 mil metros quadrados. Com base nas informações do MPE, a área investigada pelo promotor Alexandre Estuqui Junior, equivale a mais de 634 campos de futebol padrão Fifa.

Entre os 13 inquéritos, dois são sobre as fazendas Santa Marta e Cedro, na parte três 15,0927 hectares teriam sido desmatados e na parte quatro da propriedade 45,7239. As propriedade Santa Alemida, Potreiro, Santa Maria, Toca do Vô, Paredão, Santa Tereza, Fortaleza 3 Irmãos, Moreno, Mutum, Rio Formoso e São João também estão sendo investigadas pelo MPE.

As três que mais teriam desmatado são Moreno, Fortaleza 3 Irmãos e Santa Almeida, sendo 80,0265, 75,8445 e 69,5191, respectivamente.

Nos documentos o promotor determina que a Polícia Militar Ambiental (PMA) faça uma vistoria nas propriedades e encaminhe relatório no prazo de 20 dias. Também determinou a entrega da matrícula atualizada do imóvel do Cartório de Registro de imóvel de Bonito e que os proprietários apresentem sua defesa, também em 20 dias.

*Editada às 15h06 para acréscimo de informação.

Leia Também