Sexta, 22 de Setembro de 2017

OPERAÇÃO QUARESMA

Metade dos pescados congelados vendidos no Estado estão abaixo do peso

Fiscalização apontou diferença entre peso real e o descrito na embalagem

19 MAR 2017Por GLAUCEA VACCARI15h:32

Metade das embalagens de pescados e crustáceos congelados vendidos em Mato Grosso do Sul contém peso abaixo do especificado. Constatação foi feita durante Operação Quaresma, realizada pela Agência Estadual de Metrologia (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, em estabelecimentos comerciais de Campo Grande e outras dez cidades do Estado.

Fiscalização ocorreu entre os dias 30 de janeiro e 16 de fevereiro, sendo a maior operação do gênero já realizada no Brasil, segundo o diretor-presidente da AEM/MS, Nilton Rodrigues.

No período, foram coletadas 1.850 amostras de 42 marcas diferentes. Produtos com as mesmas especificações foram divididos em 79 grupos para serem pesados e o resultado apurado pela média. Destes 79, 39 foram reprovados e 40 aprovados.

Em um dos casos, filé de peixe congelado Linguado na embalagem apontava 800 gramas, mas peso apurado foi de 555,7 gramas, diferença de 30% a menos.

Filé de peixe congelado Cascudinho do Mar que deveria conter 800 gramas, pesou em média 588,2 gramas. Da mesma marca, filé de merluza teve diferença de 190 gramas na embalagem de 800g.

Dos 39 produtos com peso menor do que consta na embalagem, 30 foram retirados de comercialização no Estado, pela alta margem de distorção. Empresas produtoras foram notificadas para corrigir o erro e, caso não o façam, produtos podem ter a venda proibida.

Segundo o diretor-presidente da AEM, é tolerada diferença de até 3% e a retirada dos produtos do mercado é uma medida para proteger o consumidor de prejuízo.

Fiscalização foi realizada em Aparecida do Taboado, Bataguassu, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Dourados, Itaporã, Naviraí, Paranaíba e Três Lagoas,

Leia Também