Quinta, 08 de Dezembro de 2016

mato grosso do sul

Justiça aumenta gastos, mas reduz eficiência, diz conselho

Entre os problemas, está o índice de produtividade, que caiu

18 OUT 2016Por DA REDAÇÃO07h:00

Em 2015, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul teve redução na quantidade de magistrados, aumento das despesas, na quantidade de casos novos, e redução em alguns parâmetros de eficiência, como por exemplo, na taxa de congestionamento de processos, que subiu de 61,6% no ano passado, para 70,1%.

Na comparação de produtividade com outros tribunais brasileiros, o índice de produtividade caiu de 88,1% em 2014 (terceira entre as cortes de pequeno porte), para 75% (sétima posição) no ano passado.

Relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apresentado ontem (17), indica que no ano passado o Poder Judiciário Estadual recebeu 349.399 casos novos, entre processos ajuizados no 1º e 2º graus de jurisdição, nos Juizados Especiais, e nas Turmas Recursais. Em 2014, foram 297.810 casos novos.

*Leia reportagem, de Eduardo Miranda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também