Sábado, 18 de Novembro de 2017

LÂMPADAS LED

Instalação das lâmpadas LED deve começar a partir da segunda quinzena de outubro

A instalação estava liberada pelo Tribunal de Contas desde o mês de julho

29 SET 2017Por BÁRBARA CAVALCANTI13h:00

A Prefeitura de Campo Grande quer começar a instalação das lâmpadas de LED a partir da segunda quinzena de outubro. São mais de 16 mil lâmpadas que estavam guardadas há mais de um ano no pátio da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep). A instalação estava liberada desde o mês de julho. 

Ruas que servem de itinerário de ônibus devem ser as primeiras a serem atendidas. A ideia da Prefeitura é de que 90% do itinerário do transporte coletivo passe a ser iluminado pelas lâmpadas de LED.  

Conforme informações da Prefeitura, a instalação será realizada por quatro equipes próprias da Secretaria, que ainda devem passar por treinamento de 15 a 20 dias a partir da próxima semana.  

Estas equipes são formadas por dois engenheiros eletricistas, além seis eletricistas selecionados por processo seletivo. Além destes profissionais, ainda foram chamados dois engenheiros civis e dois arquitetos, para reforço do setor de projetos.  

A lista de aprovados foi divulgada na edição de hoje (29) do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) e os selecionados devem apresentar os documentos necessários na segunda-feira (2).  

IMPASSES 

A instalação das lâmpadas está pendente desde o ano passado, quando o Tribunal de Constas do Estado (TCE) passou a investigar indícios de irregularidades no contrato de compra e instalação. A licitação foi montada na gestão de Alcides Bernal (PP).  

Na época, o contrato também foi questionado na Justiça pelo Ministério Público Estadual (MPE) e houve anulação do convênio no valor de R$ 33,8 milhões entre a empresa fornecedora, Solar Distribuidora e Transmissão S.A. e a Prefeitura de Campo Grande.  

A atual gestão então entrou com pedidos junto aos órgãos responsáveis para reaproveitar o equipamento. O Tribunal de Contas liberou a instalação em julho deste ano.  

Leia Também