Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Saúde

Hospital Regional suspende atendimento no Pronto Socorro por superlotação

Setor está com capacidade "extrapolada" e pacientes devem procurar UPAs

1 DEZ 2016Por GLAUCEA VACCARI16h:29

Hospital Regional suspendeu temporariamente o recebimento de pacientes no Pronto Atendimento Médico da unidade por conta de superlotação no setor, que não tem cadeiras ou macas disponíveis. 

De acordo com comunicado afixado na porta de entrada do hospital, sala de emergência adulta está com 10 pacientes; sala azul com 65, e outros que aguardam consulta em pé por falta de local para sentar; por fim, a sala verde tem 24 pacientes.

Dessa forma, segundo o comunicado, hospital está sem espaço físico para atender e a capacidade se encontra “extrapolada”.

Solicitação é para que pessoas que precisem de atendimento médico procurem primeiramente os postos de saúde e, em caso de necessidade, sejam encaminhadas ao Hospital Regional através do Sistema de Regulação.

Pedido também se estende ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Central de Regulação para que não levem novos pacientes ao HR.

Assessoria de imprensa do hospital informou, por meio de nota, que o grande responsável pela superlotação é a demanda espontânea de pessoas que procuram a unidade. Segundo a assessoria, elas deveriam ser atendidas primeiro nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Hospital reiterou solicitação para que pacientes procurem atendimento nestas unidades antes de recorreram ao atendimento hospitalar. 

Leia Também