Sexta, 24 de Novembro de 2017

SANTA CASA

Hospital atrasa salários, mas
paga R$ 1,7 milhão a consultoria

Empresa Falconi tem atuado na gestão de recursos humanos

29 SET 2017Por DA REDAÇÃO07h:00

Sem recursos para pagar em dia os mais de 3 mil funcionários, além dos terceirizados e pessoa jurídica, e com denúncias por não quitar rescisões e não ter dinheiro em caixa para o 13° salário, a Santa Casa de Campo Grande “investiu” R$ 1,7 milhão em uma consultoria empresarial.

A prestadora de serviço é a Falconi – Consultores de Resultado, uma das maiores do segmento no Brasil e na internet, que se autointitula como “líder em consultoria de gestão”.

O hospital alega que o contrato de consultoria “foi realizado mediante compromisso do governo do Estado em pagá-lo, o que está sendo horando”.

Procurada, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) disse que “não possui convênio com a Santa Casa nem com nenhuma empresa de consultoria”.

Em nota, o órgão informou que os repasses feitos para o hospital ocorrem na forma de contratualização, mas indiretamente como incentivo financeiro em atenção à alta e média complexidade.

A SES também informou que como o hospital investe o aporte é de responsabilidade própria.

Sem clareza na contratação e na forma de pagamento, a Falconi apareceu em duas divulgações feitas no site institucional da Santa Casa nos dias 16 de fevereiro e 2 de agosto.

No início do ano, a notícia publicada dava conta da primeira reunião com chefes e gerentes para apresentar o trabalho que seria realizado na instituição. 

*Leia reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também