Domingo, 19 de Novembro de 2017

DO PANTANAL

Governador cogita nova licitação caso a 2ª colocada em certame não assuma

Obra deveria ser concluída em 900 dias e até hoje não está pronta

14 NOV 2017Por MARESSA MENDONÇA E NATALIA YAHN11h:49

Nova licitação para conclusão da obra do Aquário do Pantanal poderá ser aberta caso a empresa que ficou em segundo lugar no certame, o consórcio formado pela Azevedo Travassos e DM Construtora, não assuma os trabalhos.

Isto porque a vencedora, Egelte, teve de sair do empreendimento após decisão judicial. A informação foi dada hoje pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

“Cabe ao Estado chamar a 2ª colocada no certame licitatório. É o que o Estado está fazendo. Se ela também denegar de continuar as obras nós teremos que fazer uma nova licitação para poder fazer a conclusão. Então nós vamos aguardar agora”, detalhou Azambuja.

A conclusão do Aquário do Pantanal vai custar R$ 37 milhões e esses recursos já estão disponíveis para serem utilizados.

A origem do dinheiro é o Fundo de Compensação Ambiental que o Estado mantém.

A LICITAÇÃO

A vitória da Egelte sobre a concorrente pela construção do Aquário do Pantanal ocorreu em fevereiro de 2011.

Na ocasião, a empresa apresentou o valor de R$ 84,7 milhões pela obra, R$ 4,7 milhões a menos do que a concorrente.

Os gastos já ultrapassaram os R$ 244 milhões e, a obra que deveria ser executada em 900 dias, até hoje não foi concluída.

Leia Também